Tomar banho e abrir geladeira pode mesmo entortar a boca? Saiba se é mito ou verdade

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 30 de novembro de 2021 às 21:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Para que o indivíduo mude de um ambiente para outro com temperatura diferente, o corpo precisa de alguns ajustes

Para que o indivíduo mude de um ambiente para outro com temperatura diferente, o corpo precisa de alguns ajustes

Desde a primeira infância é muito comum escutarmos pessoas relatando sobre o perigo do choque térmico durante atividades rotineiras do dia-a-dia.

O choque térmico de fato pode acometer o ser humano e é bastante perigoso. Este nada mais é, que a mudança brusca de temperatura no ambiente como sair de um ambiente quente para um frio ou vice-versa.

E por que acontece? 

Para que o indivíduo mude de um ambiente para outro com temperatura diferente, o corpo precisa de alguns ajustes para se adequar ao novo local.

Durante esse processo pode haver alterações na pressão arterial, pois quando a pessoa se desloca de um ambiente frio para o quente, a pressão sanguínea tende a cair devido o mecanismo de circulação em vasos periféricos e centrais, assim, pessoas que já apresentam hipotensão podem sentir sintomas com mal estar. O contrário acontece quando o choque térmico é do ambiente quente para o frio, a pressão costuma aumentar.

Apesar de algumas pessoas apresentarem sintomas provenientes do choque térmico, na maioria as alterações de pressão são imperceptíveis, pois o equilíbrio do indivíduo é rapidamente restabelecido em quem tem uma vida saudável.

No entanto, é comum vermos pessoas tendo mal estar ao passarem de um local muito quente e entrar em um ambiente com o ar condicionado frio.

Alerta relevante

Além de alterações na pressão, a mudança brusca de temperatura também pode levar a paralisia facial, atingindo um dos lados do rosto e está associado à exposição ao frio, diminuição da imunidade, arritmias cardíacas, alterações metabólicas e pulmonares ou até mesmo provocar uma parada cardíaca.

Os exemplos mais comuns de mudanças bruscas de temperatura é: sair de sauna e ir para um ambiente frio; após uma caminhada na rua em dia ensolarado, entrar em um ambiente com ar-condicionado potente; após ficar exposto ao sol por muito tempo entrar em diretamente na piscina.

Podemos concluir que o choque térmico acontece através de mudanças bruscas na temperatura de um ambiente para o outro, logo, tomar banho quente e sair no vento ou se está cozinhando e abrir a geladeira, não provocará o choque térmico. No primeiro caso, porque após sair do banho quente você apenas pegará vento e não necessariamente estará em um ambiente frio, e no segundo, porque não há mudança de temperatura nos ambientes.


+ Bem-estar