Custódia: psicóloga mata filhas gêmeas de 7 anos após batalha judicial

Após cometer o crime, mulher suicidou-se em seguida usando o mesmo revólver

Postado em: em Mais+

Michele Boudreau Deegan disputava a guarda das filhas na justiça

Uma psicóloga do estado de Washington, nos EUA, matou a tiros as suas filhas gêmeas, de sete anos, enquanto elas dormiam. Michele Boudreau Deegan virou depois a arma e se suicidou.

O crime aconteceu na sexta-feira, em Sudden Valley, segundo a polícia, os corpos foram encontrados apenas na manhã seguinte.

Após uma investigação, a polícia descobriu que a mulher, de 55 anos, estaria envolvida numa batalha judicial pela custódia das filhas, podendo este ter sido motivo de tal atitude tão drástica.

Michele, que era psicóloga, alegava que a sua meta era ensinar os seus clientes a assumirem uma atitude correta para a resolução dos seus problemas.

No dia do crime, ela teria compartilhado uma série de artigos sobre narcisistas na sua página de Facebook, incluindo sobre o tema relacionado com a parentalidade e sobre a forma como pessoas em relações com narcisistas podem ser levadas ao suicídio.

A comunidade se diz chocada com o crime, enquanto a polícia continua investigando para tentar entender melhor o que aconteceu.


Artigos Relacionados