Formula Chopp

Prefeita Aninha barra projeto que dá transparência em viagens com dinheiro público

  • Marcia Souza
  • Publicado em 15 de junho de 2021 às 16:15
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Vereadores podem derrubar veto de Aninha Montanher e dar mais transparência à população dos gastos de  viagem

Vereadores podem derrubar veto de Aninha Montanher e dar mais transparência à população dos gastos de  viagem

O clima é de tensão em Ribeirão Corrente. Será votado nesta noite, às 18 horas, o veto da prefeita Aninha Montanher a um projeto de lei já aprovado pela Câmara Municipal que prevê transparência nos gastos públicos.

O projeto de lei prevê que os gastos com viagens da prefeita, do vice-prefeito Lia (PL), dos secretários municipais e dos próprios vereadores sejam detalhados e publicados no portal da transparência da Prefeitura de Ribeirão Corrente.

Em votação na Câmara Municipal, o projeto foi aprovado por cinco votos favoráveis e quatro contrários. O natural, portanto, é que os vereadores mantenham a coerência e o voto pela transparência, derrubando o veto da prefeita.

Atualmente, as despesas são divulgadas de forma rasa. Com a implantação do projeto de lei, serão detalhados gastos com combustível, pedágios, alimentação, hospedagem e locação de veículos, por exemplo.

A alegação da prefeita Aninha Montanher é que o projeto é inconstitucional e, curiosamente, de que vai contra o interesse público.

Tal alegação é vista como “absurda” pelos vereadores de oposição, pois dizem que tudo o que o povo quer é saber como é gasto o seu dinheiro de imposto.

Na votação da Câmara, foram favoráveis ao projeto da transparência os vereadores Nelsinho Investigador, Carlim Miranda, Rafael Edler Cunha, Mauro Polícia e José Carlos.

Foram contra o projeto da transparência os vereadores Aline Carrer, Antonio Eugênio, Eduardo Stefani e Marquinho do Sindicato.


+ Política