Formula Chopp

Protetor solar com cor facilita o dia a dia da mulher que quer usar maquiagem

  • Entre linhas
  • Publicado em 2 de dezembro de 2016 às 11:21
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 18:03
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Além dos filtros convencionais presentes nos protetores dito comuns, ele tem outras propriedades

Uma rotina que não deve ser dispensada é a da proteção solar, mas muitas
mulheres têm dúvidas de como aliar a proteção ao uso de maquiagem. A dermatologista Flávia
Ravelli dá dicas de como conciliar a preservação da pele com a beleza.

O protetor solar com cor é um elemento que coopera bastante com a maquiagem,
pois além dos filtros convencionais presentes nos protetores dito comuns, ele
tem um pigmento chamado óxido de ferro, responsável por esse efeito de base.
Assim, agrega outro benefício, além da proteção contra a radiação UVA e UVB,
que é a proteção contra a luz ou radiação visível. Desta maneira, protege a
pele de queimaduras, envelhecimento e manchas; sendo também uma maneira prática
de disfarçar imperfeições e já deixa a mulher com a pele preparada para receber
os outros cosméticos.

Flávia informa que existe uma sequência correta para a aplicação do
protetor solar junto com os produtos dermatológicos. Inicialmente a pele deve
ser higienizada com um sabonete, em seguida aplicar hidratante ou creme da
manhã (clareador, antirrugas), o protetor solar e em seguida a maquiagem. É
importante aguardar alguns minutos para que cada um seque bem antes de aplicar
o próximo. Desta maneira, facilita espalhar cada um deles e evita grãozinhos,
deixando a pele mais uniforme. A aplicação do protetor solar com cor segue
também a regra da colher de chá, ou seja, para a região do rosto e pescoço
deve-se usar o corresponde a essa medida para ter uma boa cobertura.

Usar um protetor com cor de base, facilita a adesão do indivíduo, pois é um
produto a menos a ser passar. Descomplica a reaplicação, pois não há a
necessidade de retirar a maquiagem para recomeçar o ritual. A dermatologista lembra
apenas que o protetor deve ser utilizado em todas as áreas expostas. No
dia-a-dia, as roupas funcionam como barreira à radiação UV, e não há a
necessidade de usar o filtro nas partes cobertas. Mas as orelhas, pescoço,
colo, braços e dorso das mãos são muito negligenciados e acabam sendo
esquecidos. Como resultado ocorre envelhecimento dessas regiões, com surgimento
de vasos, manchas, rugas e flacidez. Anos de exposição dessas áreas sem
proteção pode, inclusive, desencadear a formação de câncer de pele. Usar um
protetor é uma ótima forma de prevenção.