País europeu proíbe com uma só canetada o uso de plástico e isopor. Veja qual

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 5 de julho de 2020 às 17:37
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:56
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A medida inclui canudos de plástico, talheres descartáveis, pratos, palitos, copos e caixas de poliestireno

​A Alemanha saiu na frente e decidiu banir de vez o plástico do país. O governo alemão anunciou que vai proibir a venda de uma infinidade de itens descartáveis.

A proibição entra em vigor no próximo ano, em 3 de julho de 2021. A ideia é reduzir a quantidade de resíduos de plástico e poliestireno no meio ambiente.

Isso inclui canudos de plástico, talheres descartáveis, pratos, palitos, copos e caixas de poliestireno – como as usadas em embalagens de sopas instantâneas.

A ministra do Meio Ambiente da Alemanha, Svenja Schulze, disse que a medida faz parte de um esforço para o distanciamento em definitivo da “cultura descartável”.

Energia renovável

O novo plano também inclui o fechamento até 2022 de oito operações de trabalho com carvão marrom – localizadas principalmente em regiões economicamente decadentes.

A ideia é gerar novos empregos com a energia renovável, responsável por 50% da energia da Alemanha.

BRASIL

O Brasil é o quarto maior produtor de lixo plástico do mundo – atrás apenas de EUA, China e Índia. 

Por ano o país gera 11,3 milhões de toneladas – número três vezes maior que sua produção de café, por exemplo. 

Para combater essa tendência, algumas cidades decretaram leis que proíbem canudos e outros plásticos descartáveis.

Com informações do GNN