TSE nega que lentidão na apuração tenha relação com tentativa de ataque

  • Salvador Netto
  • Publicado em 15 de novembro de 2020 às 21:45
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 08:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Presidente disse que TSE frustrou tentativa de um ataque hacker e negou que ela pudesse atrapalhar a apuração

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disse neste domingo (15) que está enfrentando uma lentidão na totalização dos votos do primeiro turno da eleição municipal em todo o país, mas negou que ela tenha relação com a tentativa de ataque cibernético que o presidente da corte, Luís Roberto Barroso, disse ter sido frustrado.

“Em razão de uma lentidão no processo de totalização dos votos (soma dos votos), está ocorrendo um atraso para a divulgação dos resultados da apuração”, afirmou o TSE em nota à imprensa.

“Os dados estão sendo remetidos normalmente pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) e recepcionados normalmente pelo banco de totalização, que está somando o conteúdo de forma mais lenta que o previsto.”

A apuração em Franca, por exemplo, ainda não apresentava qualquer voto, embora emissoras de rádio tenham adiantado uma totalização parcial mostrando que possivelmente Flávia Lancha (PSD) e Alexandre Ferreira (MDB) seriam os dois candidatos que iriam para o segundo turno.

Mais cedo, Barroso disse que o TSE frustrou a tentativa de um ataque hacker e negou que ela pudesse atrapalhar a apuração, lembrando que as urnas eletrônicas não ficam online.

Segundo ele, um dos procedimentos de segurança adotados para neutralizar a tentativa de ataque foi o desligamento de um dos principais servidores, além de um backup das informações mais importantes, retiradas de rede, como garantia para o caso de ataque bem-sucedido.

Na nota da noite deste domingo, o TSE negou que a tentativa de ataque tenha relação com a lentidão na totalização dos votos.

“O problema está sendo resolvido pelos técnicos, para a retomada mais célere do processo de divulgação. Ressaltamos que não há nenhuma relação com o vazamento de dados pessoais de servidores e nenhuma relação com a tentativa de ataque cibernético registrada pela manhã”, afirmou o tribunal.