Sorte ou azar: os significados dos números ao redor do mundo e surpreenda-se!

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 13 de maio de 2022 às 12:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Pitágoras, filósofo e matemático grego, chegou ao ponto de acreditar que os algarismos tinham almas e criaram a base de todo o universo

Os números  têm representações e significados diferentes em cada cultura

 

Costuma ser cauteloso se o dia for uma sexta-feira 13? Tem algum número que considera de sorte e outro que não costuma confiar muito?

Sim, há algumas superstições populares pelo mundo, mas ao longo de centenas de anos também foi estudado os significados dos números, sendo atribuídas interpretações boas e ruins.

Pitágoras, filósofo e matemático grego, chegou ao ponto de acreditar que os algarismos tinham almas e criaram a base de todo o universo.

Nos tempos contemporâneos, especialmente com a introdução da numerologia, os números ainda têm representações e associações especiais em diferentes culturas.

13

Esse número é associado ao azar e fica ainda mais supersticioso quando cai em uma sexta-feira. Então, como o 13 ganhou essa reputação assustadora?

Isso pode remontar a um mito nórdico: quando um 13º convidado apareceu em uma festa com 12 deuses, um dos deuses acabou morto e uma tremenda destruição se seguiu.

A suspeita do número 13 também pode ser atribuída a J u d a s, que foi o 13º convidado a chegar à Última Ceia.

1

Os seguidores de Pitágoras (também chamados de pitagóricos) não consideravam o 1 como número porque ‘número’ significa pluralidade.

O 1 é geralmente tratado como um símbolo de unidade, único e a origem de todas as coisas.

17

Alguns italianos são supersticiosos com o 17 porque o número romano XVII também pode formar a palavra ‘VIXI’, que em latim significa ‘eu vivi’ ou ‘minha vida acabou’ – uma frase comum em lápides.

Realmente, um pouco mórbido, né? Não é por acaso que os italianos costumam saltar do 17 em coisas como voos e edifícios.

4

O número 4 transmite sorte e prosperidade nas sociedades ocidentais por causa de como está incorporado na natureza: os quatro elementos, as quatro estações do ano, os quatro pontos da bússola, as quatro fases da Lua.

Quer mais um símbolo de sorte? Veja o trevo de quatro folhas.

Mas, na China, a pronúncia do número 4 soa semelhante à palavra para morte. Talvez por isso muitas pessoas prefiram não usar o 4 em preços, números de residências, números de telefone ou andares de edifícios.

8

Na China, acredita-se que o 8 traga sorte, porque sua pronúncia é semelhante à riqueza ou prosperidade. Nessas culturas, é provável que você veja mais preços com valores que terminam, por exemplo, 0,98 em vez de 0,99.

Quer mais uma prova de como os chineses gostam do 8? Os Jogos Olímpicos de Pequim começaram em 8/8/2008 às 8:08:08.

7

Por alguma razão, a maioria das pessoas escolhe o 7 em vez do 10. O 7 possui um valor sagrado em todo o mundo: no Antigo Testamento, o mundo foi criado em seis dias e Deus descansou no sétimo; no hinduísmo, existem sete mundos superiores e sete mundos inferiores; no budismo, o Buda recém-nascido se levanta e dá sete passos; e no Islã há sete céus.

666

As pessoas desenvolveram um medo irracional ao 666, associado ao número do diabo.

Mas qual a origem dessa superstição? Deriva do Livro do Apocalipse da Bíblia (ou Livro da Revelação, também chamado de Apocalipse de João), que refere ao 666 como o número do demônio.

Por outro lado, 6 é um número de sorte na China, onde a pronúncia soa como suave ou fluida. Algumas pessoas até pagam mais para ter o número 666, três vezes a sorte, seja na placa ou número de telefone.

*Informações Stars Inside


+ Curiosidades