Formula Chopp

Sesi Franca Basquete e Minas Tênis: uma rivalidade que se arrasta há 13 anos no NBB

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 26 de abril de 2021 às 19:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Times possuem as melhores estruturas do país e “dão aula” no quesito formação de atletas

 

Times possuem as melhores estruturas do país e “dão aula” no quesito formação de atletas

Minas e Franca vão se enfrentar nas quartas de final do NBB deste ano. Os times estão entre os clubes fundadores da LNB que abrilhantam o maior campeonato do país desde sua primeira edição.

Mais do que isso, são duas instituições que possuem as melhores estruturas do país e “dão aula” no quesito formação de atletas.

De um lado, a tradição de mais de 60 anos ininterruptos de basquete do Franca, maior campeão nacional do Brasil e potência do NBB há anos e anos.

Do outro, a força de um projeto que a cada ano ganha mais força e que, neste ano, garantiu o posto de terceiro melhor time das Américas com o bronze na BCLA.

Essa será a primeira vez que Minas e Franca se encontrarão em uma série de Playoffs do NBB. Mas isso não quer dizer que não tenha história para contar:

Os dois times se enfrentaram 26 vezes ao longo das 13 temporadas do NBB. São 19 vitórias para os francanos e sete para os minastesnistas – duas delas na atual edição.

Veja algumas curiosidades deste confronto, que promete muito:

– Duelo de irmãos: não há como não citar o confronto entre os francanos Léo Costa (técnico do Minas) e Pablo Costa (assistente técnico do Sesi Franca), que trabalharam juntos por mais de cinco anos no Macaé Basquete e desenvolveram um grande trabalho juntos na cidade. Agora, quis o destino que os dois se encontrassem nos Playoffs do NBB pela primeira vez.

– David Jackson (Minas) atuou pelo Franca nas duas últimas temporadas. Por lá, foi campeão e MVP da Liga Sul-Americana, bicampeão Paulista, vice-campeão do NBB, eleito Ala do Ano (2018/2019) e Estrangeiro do Ano (2019/2020) do NBB e também campeão da Copa Super 8, troféu conquistado ao lado de Nano Parodi (Minas), outro ex-Franca que atualmente defende o clube minastenista.

– Quem também já vestiu a camisa do Franca na carreira foram os jovens Felipe Queirós, na edição 2017/2018 do NBB, e o garoto Augusto Alcassa, nas duas últimas temporadas.

– Elinho Corazza (Franca) atuou pelo Minas na temporada 2013/2014 e terminou aquela temporada como vice-líder em assistências do NBB, com 6,3 de média. Curiosamente, o armador é, hoje, o segundo colocado no ranking de servidas da temporada, com média de 6,8 por jogo.

– Danilo Fuzaro (Franca) é um prata da casa do Minas. Natural de Uberaba, ele possui mais de 200 jogos com a camisa do Minas em competições organizadas pela Liga Nacional de Basquete (NBB e LDB), com direito a dois vice-campeonatos da LDB (2013 e 2015).


+ Basquete