Saúde discute discute regras de funcionamento do comércio em Pedregulho. Veja

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 21 de janeiro de 2021 às 13:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Produtiva, reunião aconteceu com todos os setores do comércio local nesta quarta-feira

A reunião também foi marcada para alertar os proprietários dos comércios em relação à situação que a cidade está passando neste momento com a pandemia do novo coronavírus

Comerciantes de todos os setores do município de Pedregulho se reuniram na manhã desta quarta-feira (20) com o secretário da Saúde, Daniel Borges, na Casa da Cultura.

A reunião que teve como objetivo apresentar as novas regras de funcionamento, com base no decreto imposto pelo Governo do Estado, que colocou a região de Franca na fase laranja do Plano São Paulo.

A reunião também foi marcada para alertar os proprietários dos comércios em relação à situação que a cidade está passando neste momento com a pandemia do novo coronavírus.

Daniel explicou o cenário, apresentando os dados e falando sobre as dificuldades de combater a proliferação do vírus. O secretário ainda solicitou a ajuda dos comerciantes quando se trata das orientações à população no dia-a-dia.

Os participantes também tiveram espaço aberto para tirar as dúvidas com o secretário. As mais recorrentes foram em relação ao horário de funcionamento e as formas corretas de atendimentos.

Chamou a atenção o baixo número de donos dos bares que compareceram à reunião. Isso porque, segundo Daniel Borges, apenas cerca de 20% dos comerciantes da área foram à Casa da Cultura.

E vale lembrar que esse é um dos principais pontos a serem discutidos, já que os bares são os locais que mais sofrem alterações no funcionamento, por conta dos riscos de aglomerações.

A primeira reunião começou por volta das 8 horas, seguindo até o final da tarde com as modificações dos participantes em cada um dos setores envolvidos.

Segundo o secretário, todos os outros grupos compareceram em bom número e puderam dialogar sobre os problemas e as formas de prevenção ao vírus.

“Esclarecemos sobre as barreiras que devem ser colocados nas lojas, a capacidade de duas pessoas dentro do local e não poderão ser usados os banheiros e provadores desses lugares.

Nos mercados, padarias, mercearias e açougues, conversamos sobre todas as questões relacionadas à contaminação, falamos sobre a entrada com senhas nos estabelecimentos, o uso de álcool em gel, higienização das mãos e o horário de funcionamento que deve ser de 8 horas diárias dentro do período das 6 às 22 horas”, afirmou Daniel.

Os lojistas têm uma restrição de finalização dos trabalhos, já que os locais devem funcionar até às 20 horas. Uma alteração considerável se dá para os proprietários dos bares.

Esses terão de funcionar apenas com entregas nas residências e com retirada na porta, sempre seguindo as recomendações de prevenção à contaminação do vírus.

Nas academias, clínicas e escritórios e farmácias serão necessários o agendamento dos atendimentos, com agendas e organização do fluxo de pessoas nos locais.

“Já nas fabricas a conversa aconteceu sobre o volume e a permanências de pessoas, a precaução, questões trabalhistas e, principalmente orientações de testagens dos funcionários.

Igrejas e templos religiosos estão com a capacidade reduzida a 20%. Eventos em hipótese nenhuma, essas atividades que geram aglomerações não são permitidas”, completou Daniel.

Outra questão importante que foi citada pelo secretário é em relação aos exames que são realizados em outros municípios. É necessário que o paciente informe a Secretaria de Saúde caso tenha testado positivo para a Covid-19.

PUNIÇÕES

Daniel afirmou que, em conversa com o Ministério Público, foi informada por parte do setor da saúde a necessidade de ter uma fiscalização mais intensa e com autuação a quem descumprir às regras.

Esse trabalho será feito pela Guarda Municipal de Pedregulho, em parceria com a Polícia Militar.

“Serão estabelecidas multas, para que eles possam reforçar a fiscalização no nosso município. O movimento na praça do Centro da cidade reflete na saúde diretamente, já que diversos casos de contaminação chegam diretamente desse pessoal. Nós solicitamos também uma intensificação da fiscalização junto ao Conselho Tutelar.

É necessária a abordagem nessas pessoas para que aconteça a abordagem e seja dispersada a presença na praça”, finalizou.