Formula Chopp

Pesquisa: 8 em cada 10 famílias de São Paulo têm dívidas com o cartão de crédito

  • Robson Leite
  • Publicado em 11 de maio de 2021 às 14:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Pesquisa da FecomercioSP mostra que, diante da crise, as pessoas têm recorrido cada vez mais ao cartão para manter o consumo

Pandemia e queda de receita levaram os brasileiros a contraírem dívidas no cartão de crédito

Diante da crise nacional, as famílias na cidade de São Paulo recorrem, cada vez mais, ao cartão para manter o consumo.

Esse é o resultado da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC) da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP).

Segundo levantamento, atualmente, 78,9%, ou oito em cada dez famílias, possuem alguma dívida deste tipo – taxa muito próxima do recorde histórico, de 79,7%, registrado em junho de 2012.

O dado também é o maior número de lares endividados no cartão de crédito, na capital, desde novembro de 2019, quando ficou em 75,5%.

Na avaliação da FecomercioSP, os índices apontam para uma deterioração das condições econômicas das famílias paulistanas, que encontram em dívidas as poucas saídas que restam para consumir, principalmente itens básicos, como alimentos.

De acordo com a pesquisa, o porcentual de lares endividados ficou em 61,7% em abril. Em números absolutos, são 2.452 milhões de pessoas com dívidas na capital paulista, atualmente.

Apesar disso, ainda que a crise permaneça, é possível observar que a quantidade de lares com contas atrasadas, com 18,8%, e daqueles que não têm condições de pagá-las, com 8,3%, permanecem estáveis.

Em março, os índices eram de 18,4% e de 8,4%, respectivamente.

Para a entidade, os consumidores devem privilegiar o controle de suas despesas no contexto atual, principalmente no caso do cartão de crédito.

Segundo ela, quaisquer tipos de juros, multas e taxas significam a perda de dinheiro que poderia ser utilizado no consumo.


+ Economia