Globo aposta alto e investe bilhões para conseguir ‘bater de frente’ com a Netflix

  • Nene Sanches
  • Publicado em 22 de junho de 2022 às 20:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A estratégia do grupo Globo já vem de alguns anos e está baseada na percepção de que o streaming é o futuro da televisão

O mercado do entretenimento no país está assistindo a uma briga entre duas gigantes. De um lado, a Netflix, antes soberana no streaming, vê sua liderança ser ameaçada a nível global e, especialmente, na América Latina. Do outro, o Grupo Globo, líder na TV aberta e na TV por assinatura, está fazendo uma aposta alta para crescer no streaming, onde já tem mais assinantes brasileiros que a Netflix.

Isso se reflete no valor que a emissora carioca está planejando investir em tecnologias para aprimorar o seu serviço de streaming, o Globoplay. Até o fim de 2022, serão R$ 2,5 bilhões gastos com essa finalidade. O valor é o dobro do que foi investido no ano passado (R$ 1,2 bilhão) e aponta para uma estratégia arrojada do Grupo Globo nesse mercado.

O alto investimento no streaming, inclusive, está fazendo a companhia conviver com déficits operacionais. Em 2021, ela teve um prejuízo de R$ 174 milhões, apesar de ter alcançando um faturamento de R$ 14,4 bilhões no período, 15% superior ao de 2020.

A estratégia do grupo já vem de alguns anos e está baseada na percepção de que o streaming é o futuro da TV. A tendência é que o seu canal na TV aberta valha cada vez menos e tenha seu valor de mercado superado gradualmente pelo valor de mercado do Globoplay.

Globoplay

É nessa plataforma que a Globo deve lançar cada vez mais conteúdos originais, como o recente sucesso “Verdades Secretas 2”. A estratégia da companhia, no entanto, também inclui oferecer atrações das suas concorrentes, como HBO Max, Amazon Prime, Apple TV+ e até da própria Netflix.

Segundo notícia do portal fdr.com.br, o alto investimento da Globo vem num momento de crise da Netflix. A companhia americana teve perda de assinantes pela primeira vez, no primeiro trimestre, e vem sofrendo com a concorrência de outras plataformas de streaming nos últimos anos.

A emissora carioca, no entanto, possui uma vantagem nessa briga, por ser uma empresa de capital fechado. Isso significa que ela não precisa se importar tanto com o que o mercado ou seus parceiros comerciais acham das suas escolhas de investimento.

A Globo simplesmente adota uma estratégia que considera mais vantajosa no longo prazo e a executa, arcando com os eventuais custos.