Calouros do 1º vestibular indígena da Unicamp chegam em Campinas

Grupo com 10 estudantes do Amazonas se emocionam com recepção de veteranos: “é um sonho”

Postado em: em Educação

Dez estudantes da cidade mais indígena do Brasil, São Gabriel da Cachoeira (AM), aprovados no primeiro vestibular indígena da Unicamp chegaram à Campinas (SP). Após uma longa, inédita e emocionante viagem, eles foram recepcionados no campus da universidade por veteranos que montaram um grupo de apoio para ampará-los até o início das aulas, dia 27 de fevereiro.

O estudante John Alexandre Dias, de uma família de dez filhos, é o primeiro a ter oportunidade de sair da Região Norte para estudar longe de casa. “Não é fácil sair de um lugar de onde você nasceu e ir para uma cidade grande. A gente foi privilegiado ”, afirma o indígena.

Números do vestibular indígena

Total de inscritos: 610

Total de vagas: 72

Total de cursos: 27

A Daniela Barbosa vai estudar estudos literários na Unicamp. Para não sentir tanta saudade da família, ela fez questão de usar o colar dado pela irmã e as pulseiras, presentes da mãe e do irmão.

Ao chegarem à Unicamp, no Distrito de Barão Geraldo, os indígenas foram recebidos por um grupo de voluntários e ganharam cestas básicas.

É na casa destes voluntários que eles permanecerão até se mudarem para a Moradia Universitária.

A estudante Rafaela Ferrari explicou como será o trabalho deles com os indígenas nestes primeiros dias na metrópole de 1,1 milhão de habitantes. “Nós criamos uma rede de apoio para auxiliar os alunos, neste primeiro momento, principalmente na adaptação. E, neste momento, que eles ainda não têm a bolsa do SAE [Serviço de Apoio ao Estudante] e o vale-alimentação”, explica Rafaela.

As aulas começam no dia 27 de fevereiro, mas, antes da estreia no mundo universitário, os indígenas vão assistir a palestras.


Artigos Relacionados