‘Vamos sair dessa crise antes dos outros países’, diz ministro Paulo Guedes

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 29 de março de 2020 às 15:11
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:32
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Ministro estima que será necessário três meses de isolamento social no País para atender a área da saúde

O ministro da Economia, Paulo Guedes, considera que o Brasil voltará a crescer em um período de cinco meses, após superar a crise decorrente da pandemia do novo coronavírus. 

O ministro estima que será necessário cerca de três meses de isolamento social no País para atender a área da saúde durante o pico das contaminações.

“Daqui a cinco meses estamos crescendo de novo. Nós vamos surpreender. Vamos sair dessa crise antes dos outros países, vamos fazer dinheiro chegar nas prefeituras”, disse o ministro ao encerrar a sua participação em videoconferência promovida pela Confederação Nacional de Municípios (CNM).

No encontro, Guedes defendeu aumentar os repasses para os municípios, mas relatou dificuldades para fazê-lo porque considera que o Brasil “está cheio de dinheiro carimbado, bloqueado em fundos”. 

Segundo ele, 96% dos recursos estão nessa situação.

O ministro voltou a defender a aprovação do pacto federativo para que cada município possa decidir a destinação dos recursos.”O dinheiro tem que estar livre para que o prefeito decida. Não há substituto para o gestor local”, declarou.