Formula Chopp

Ronco e apnéia: dois inimigos da saúde que podem ser tratados pela Medicina do Sono

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 13 de junho de 2021 às 13:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Os planos de saúde, inclusive em Franca, oferecem a especialidade que pode ajudar a melhorar a qualidade de vida

Os planos de saúde, inclusive em Franca, oferecem a especialidade que pode ajudar a melhorar a qualidade de vida

Você ronca, tem a famigerada apnéia do sono? Saiba que são problemas que precisam ser tratados e que há uma especialidade médica voltada para o tratamento destes distúrbios que tanto incomodam, além de serem perigosos para a saúde das pessoas.
A Medicina do Sono é a especialidade que estuda, diagnostica e trata os distúrbios e transtornos do sono.

Logo, os profissionais aptos para atuar são aqueles que têm formação específica em Medicina do Sono e que são de áreas como Pediatria, Neurologia, Clínica Médica, Psiquiatria, Pneumologia e Otorrinolaringologia.

Apneia do sono

Com a presença de apneia do sono, o paciente apresenta um aumento de tecidos moles, como amígdala, pólipos nasais e adenoides.
Esses fatores influenciam o fechamento da via aérea, seja totalmente ou de forma parcial.

Alguns sinais observados com a apneia do sono são:

• roncos;
• pausas na respiração;
• dores de cabeça ao acordar;
• humor alterado;
• fadiga.

Com a presença de tais sintomas, é importante procurar um médico especialista que forneça orientação e prescreva o tratamento mais adequado. Existem algumas formas de tratar o transtorno, como:

• uso de sprays nasais, que ajudam a desobstruir a via respiratória;
• utilização de aparelhos intraorais;
• uso contínuo do CPAP nasal;
• cirurgia.

Ronco

O ronco é bastante conhecido e comum no sono da população.

Ele é o ruído que se origina a partir do fechamento da via aérea superior e pode ser considerado como um sintoma de apneia ou apenas um ruído, o que não gera consequências.

O primeiro passo é analisar se ele está associado à apneia obstrutiva ou se é derivado de outros problemas, como cansaço e uso de álcool.

Além disso, o ronco pode não ter uma causa específica ou estar ligado a um transtorno, sendo que, nesse caso, não há impactos para o paciente.

Depois de diagnosticar a causa do ronco, alguns tratamentos são sugeridos pelo médico especialista, tais como:

• perda de peso;
• alterar a posição em que se dorme;
• aparelho ortodôntico;
• cirurgia na via aérea superior.

Essas são soluções que fornecem bons resultados, minimizando os ruídos e aumentando a qualidade do sono.

Entretanto, é essencial que o médico analise e pesquise o histórico do paciente e entenda qual é a proposta mais adequada.

Os planos de saúde, inclusive em Franca, oferecem a especialidade que pode ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas.


+ Comportamento