Por que a maioria dos aviões comerciais são pintados de branco? Descubra o motivo!

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 5 de junho de 2021 às 22:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

E isso não acontece apenas no mercado brasileiro: o branco é a cor mais utilizada em aeronaves de passageiros e carga no mundo todo.

O fato de os aviões serem pintados de branco tem uma explicação bem simples e funcional!

 

Com exceção da estreante ITA Transportes Aéreos, que tem aviões pintados com um chamativo tom amarelo, todas as outras companhias aéreas do Brasil operam jatos e turboélices com pinturas majoritariamente brancas.

E isso não acontece apenas no mercado brasileiro: o branco é a cor mais utilizada em aeronaves de passageiros e carga no mundo todo.

Por mais interessante que possa ser um avião com pintura multicolorida (ou qualquer outra cor além do branco), o branco é uma tonalidade que ajuda as companhias aéreas a reduzirem custos e também facilita as operações com as aeronaves e o trabalho dos mecânicos.

Portanto, não se trata de uma moda ou falta de criatividade no setor aéreo.

Branco retém menos calor

Quem tem carro preto ou de outra cor escura sabe bem como ele pode ficar quente se permanecer estacionado exposto ao sol.

No caso de carros com pinturas brancas, esse efeito é reduzido. Isso também acontece com os aviões, pois o branco é a cor que mais reflete os raios solares.

“A fuselagem das aeronaves é construída com isolamento térmico para suportar temperaturas mais extremas que as temperaturas atingidas em solo”.

“O fato é que, independentemente da cor, uma empresa aérea não espera a temperatura interna atingir determinados valores para ligar a climatização”.

“De forma a padronizar as operações, empresas aéreas têm como praxe manter os sistemas de climatização sempre ligados quando há passageiros a bordo em solo”, explica Fernando Kehl, gerente de frota da Azul Linhas Aéreas.

Quando um avião está em solo, a energia para manter o ar condicionado da cabine vem da APU (Unidade de Potência Auxiliar), que consome combustível.

Em dias quentes, a pintura branca ajuda a reduzir o esforço do sistema de climatização e, por tabela, diminui o consumo do avião.

Aplicação mais barata e maior durabilidade

As empresas donas de aviões, que normalmente alugam esses equipamentos para as companhias aéreas, preferem pintar as aeronaves de branco porque a tinta branca é mais barata e a mais fácil de cobrir com as cores das futuras empresas aéreas que as utilizarão.

“Podemos fazer um paralelo com as cores cinza e prata dos carros de locadoras. O cinza e o prata são as cores mais baratas e mais neutras, facilitando assim a recolocação desses veículos no mercado”.

“Quando aeronaves em leasing são devolvidas para as empresas proprietárias, existem dois caminhos: a aeronave é imediatamente pintada na cor da nova empresa aérea ou é pintada de branco à espera de um novo operador”, disse Kehl.

Outro fator importante é a durabilidade da tinta branca, que demora mais para desbotar.

Isso permite às companhias aéreas manterem seus aviões em serviço contínuo por mais tempo, enquanto uma aeronave colorida precisa ser repintada com maior frequência.

“O consumo de combustível é mais afetado pela idade da pintura. Pinturas novas, não importa a cor, são mais lisas e com menos rugosidade do que as pinturas mais antigas”.

“Pinturas novas geram menor arrasto. É como andar no carro com janelas abertas”, salienta o especialista da Azul.

Manutenção facilitada

Diferentemente de tons mais escuros, a pintura branca facilita a visualização de pontos de corrosão, rachaduras e vazamentos de fluidos em aviões.

Isso permite aos mecânicos encontrarem problemas nas aeronaves com maior rapidez durante as inspeções de rotina e saná-los antes que o dano se torne maior, o que pode demandar mais tempo para o conserto.

Redução de peso

Pinturas coloridas normalmente têm mais demãos de tinta, aumentando o peso geral da aeronave e, por consequência, o consumo de combustível.

Por outro lado, a pintura branca ou em tons mais claros exige menos camadas e torna o avião mais leve.

Segundo o gerente de frota da Azul, um avião comercial do tamanho de um Airbus A320neo com o esquema de pintura da empresa requer aproximadamente 200 kg de tinta.

Em aeronaves de grande porte, como o Airbus A380 e o Boeing 747, as pinturas podem pesar quase 700 kg.

“A pintura de uma aeronave é um processo manual, é dependente da habilidade e dos ajustes nos equipamentos de cada pintura”.

“Uma aeronave branca pode pesar mais que uma aeronave colorida em função desses ajustes. Pinturas especiais, com o aspecto metalizado, são mais pesadas”.

“Os ajustes dos equipamentos e a quantidade de camadas de pintura ditam o peso final da aeronave. Assim, aeronaves brancas que foram repintadas sem a remoção completa das camadas anteriores serão mais pesadas que uma aeronave nova colorida recém-pintada”, concluiu Kehl.

*Informações CNN


+ Curiosidades