Formula Chopp

Mesmo podendo trabalhar na pandemia, setor calçadista registra perda de empregos

  • Roberto Pascoal
  • Publicado em 29 de janeiro de 2021 às 19:45
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Sindicato afirma que 200 fábricas fecharam na cidade em 2020; pandemia é grande vilã

Durante o ano passado, calçado registra perda de vagas e fechamento de fábricas

O balanço de 2020 não foi bom para o setor calçadista de Franca. A crise no setor, puxada pela pandemia e retração na economia, fez com que o ano passado registrasse um déficit de 4,4 mil vagas. Junto com o dado negativo, 200 fábricas da cidade encerraram as suas atividades.

Segundo informações do Sindicato da Indústria de Franca, reportadas pelo Portal G1 em matéria de Rodolfo Tiengo, é o pior desempenho desde 2014. O déficit foi registrado subtraindo o total de contratações do total de demissões informadas pelas empresas. Somente em abril, por exemplo, foram 5,8 mil demissões no setor calçadista da cidade.

O principal fator para os números negativos é a crise produtiva e econômica causada pela pandemia. Expectativas de economistas apontam para eventuais melhoras na economia quando a vacinação surtir efeito e todas as atividades retornarem ao normal.

Além disso, especialistas apontam para a continuidade dos pagamentos do auxílio emergencial como fator amenizador dos efeitos negativos, pois injetará dinheiro no mercado e aumentará o poder de compra da população.


+ Economia