Exaustos, médicos e enfermeiros recebem tratamento criado para veteranos de guerra

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 23 de março de 2021 às 18:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Os atendimentos foram disponibilizados pela Associação Brasileira de EMDR juntamente com sua Rede Solidária.

Terapia online para profissionais de saúde

Uma terapia desenvolvida nos EUA para tratamento de traumas de veteranos de guerra está disponível de forma voluntária e online aos profissionais da saúde que estão na linha de frente do combate à Covid-19.

A terapia é indicada pela Organização Mundial de Saúde para casos de stress pós-traumáticos e catástrofes

Os atendimentos foram disponibilizados pela Associação Brasileira de EMDR juntamente com sua Rede Solidária.

A rede, que já ajudou centenas de pessoas em todo o país (como por exemplo, os familiares e colegas dos alunos da escola Raul Brasil e os sobreviventes de Brumadinho), conta com dezenas de profissionais psicólogos e médicos especializados em EMDR no Brasil para realizar o atendimento destes profissionais da saúde.

”Nossa missão é ajudar a cuidar da saúde mental dos médicos e enfermeiros do Brasil neste momento tão difícil que seguimos enfrentando.” explica Dra Ana Lúcia Castello, presidente da Associação Brasileira de EMDR.

O EMDR (Eye Movement Desentitization Reprocessing), terapia desenvolvida nos EUA e aconselhada pela Organização Mundial da Saúde para tratamento de traumas, pode ajudar tanto na minimização de sintomas como o medo exacerbado, comportamentos e pensamentos repetitivos carregados de ansiedade, como também nos traumas que a pessoa viveu e que agravam esses sintomas.

Trata-se de uma terapia por meio dos movimentos dos olhos e sensações táteis bilaterais, o que permite o reprocessamento de memórias traumáticas no cérebro.

Para os profissionais da saúde que estão precisando neste momento de terapia EMDR, basta enviar um e-mail para: [email protected]@emdr.org.br, e no assunto do e-mail: “PRECISO DE AJUDA”.

A Rede Solidária da Associação Brasileira de EMDR irá fornecer atendimentos online voluntários.

O medo, que também é um mecanismo de proteção e sobrevivência, pode prevalecer e ser mais forte que a resiliência em muitos profissionais da saúde neste momento.

“Quando o medo nos inunda e um sofrimento intenso e descabido toma conta, efetivamente ele não protege.”, diz a dra. Maria Aparecida (Tina) Zampieri, Vice-Presidente da Associação Brasileira de EMDR.

Largamente aplicado nos EUA, o EMDR vem crescendo no Brasil.


+ Saúde