Formula Chopp

Alunos do Senai-SP e do Sesi-SP dão show e vencem prêmio internacional de robótica

  • Marcia Souza
  • Publicado em 30 de maio de 2021 às 06:00
  • Modificado em 30 de maio de 2021 às 06:05
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Equipes conquistaram primeiro e segundo lugar geral e concorrem a mais quatro premiações da FIRST Robotics Competition

Equipes conquistaram primeiro e segundo lugar geral e concorrem a mais quatro premiações da FIRST Robotics Competition

Os alunos do SENAI-SP e do SESI-SP trouxeram mais conquistas para o quadro de medalhas das entidades.

A participação na temporada 2020-2021 da First Robotics Competition (FRC), um dos principais eventos mundiais de robótica voltados para estudantes, rendeu prêmios.

O primeiro lugar ficou para o grupo Manganês, com a equipe Nióbio, e o segundo lugar no grupo Vanádio, com a equipe Megazord, ambos na etapa regional América Latina.

As equipes da indústria paulista ainda conquistaram mais duas premiações, da equipe Robonáticos, e os estudantes do SENAI “Roberto Simonsen”, que também foram finalistas em seus respectivos grupos.

O tema da temporada, chamada de Infinite Recharge at Home Challenge Skill Competition, foi FIRST Game Changers, focado na prática de esportes.

A competição aconteceu exclusivamente de modo online, por conta das restrições da pandemia da Covid-19.

Participaram mais de 1300 equipes de todo o mundo, que foram divididas em 52 grupos (cada um batizado com o nome de um elemento da tabela periódica) e concorreram em quatro categorias.

Apenas duas equipes brasileiras chegaram na final, ambas formadas por alunos do SENAI-SP.

Na premiação First Innovation Challenge, os participantes precisam propor uma solução para um problema real da sociedade, relacionado ao tema da temporada (a prática esportiva), além de construir um modelo de negócios e um protótipo.

Os alunos brasileiros projetaram um robô compacto com inteligência artificial, que apresenta treinos específicos e verifica os movimentos feitos durante os exercícios físicos para auxiliar e incentivar a prática esportiva.

Por ter se destacado na etapa regional, a equipe está classificada para o Global Innovation Awards, etapa mundial disputada pelos 20 melhores do globo, que reconhece as principais inovações desenvolvidas por estudantes de robótica em todo o mundo.

A competição está prevista para o fim do mês de junho.

A equipe Nióbio, do SESI e SENAI de Campinas, criou um aplicativo para celular que conecta pessoas com deficiência para que possam se conhecer e se reunir em locais voltados à prática de esportes adaptados.

A escola ainda conquistou o Dean’s List com a aluna Vanessa Mendes Vieira da Silva, por sua postura de liderança. Agora ela concorre ao mesmo prêmio pela FRC com jovens de todo o mundo.

O projeto dos estudantes de Bauru, que formam a equipe Octopus, apresenta uma prótese sustentável para pessoas com amputação transradial nos membros superiores, permitindo que elas possam praticar tênis, além de tênis de mesa e golfe, a partir de uma possível expansão.

Os alunos de São Paulo, da equipe Robonáticos, desenvolveram um dispositivo eletrônico que auxilia pessoas com deficiência visual a praticarem atividade física sem o acompanhamento de outra pessoa.

O projeto usa um microcontrolador, que acompanha o exercício por meio de sensores de flexão posicionados em pontos específicos.

Caso o usuário realize algum movimento incorreto, o dispositivo emite um sinal sonoro.


+ Tecnologia