Morre em Franca Paulinho Ravagnani, da Expo Móveis, e líder empresarial do comércio

  • Bernardo Teixeira
  • Publicado em 31 de janeiro de 2021 às 10:15
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Empresário passou mal em sua residência no sábado e, faleceu antes de chegar ao hospital

A professora Antônia Melo Ravagnani com o esposo Paulo Henrique Ravagnani, morto aos 80 anos

O empresário Paulo Henrique Ravagnani, 80 anos, faleceu na noite deste sábado, em Franca.

Paulo Henrique passou mal – ele teve uma queda acentuada de pressão – e arritmia cardíaca, falecendo no Hospital São Joaquim, onde estava internado desde o dia 7.

Segundo o filho do empresário, Paulo Henrique Filho, Paulinho contraiu Covid 19 e foi internado no Hospital São Joaquim. Passou por atendimento médico e conseguiu se recuperar de todos os indicativos. Porém, teriam ficado algumas sequelas.

Na noite deste sábado, Paulo Ravagnani – atual presidente da CDL Estação – teve uma arritmia cardíaca no hospital, por volta das 23 horas, que levou à sua morte.

Paulo Henrique Ravagnani era casado com Antônia Melo Ravagnani, professora e artista plástica, além de ter 3 filhos – Paulo Ravagnani Júnior, Társia e Indira.

Paulo Henrique tem uma história de pioneirismo e vanguarda no setor de varejo de Franca.

Veio de São José da Bela Vista na década de 60 para trabalhar nas Casas Pernambucanas. Logo depois montou a Loja do Paulinho, na Estação, que liderou o segmento por muitos anos.

Carismático e cativante, tinha clientes por toda a cidade. Ele liderou movimento dos lojistas do bairro Estação; apoiou inúmeros políticos em eleições da cidade.

Mudando de ramo, investiu em loja de utilidades domésticas e depois em lojas de móveis. A Expomóveis faz parte da história comercial de Franca.

Seu corpo está sendo velado no Velório São Vicente e deverá ser sepultado às 16 horas no Cemitério Saudade.