Formula Chopp

Afinal de contas, você sabe por quê temos tantos cravos no rosto? Descubra aqui!

  • Nina Ribeiro
  • Publicado em 28 de março de 2021 às 23:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Cravos são pequenos pontinhos pretos presentes na pele, principalmente no rosto. Eles são muito comuns e podem aparecer em pessoas de todas as idades

Cravo no rosto é o problema dermatológico mais comum que existe

 

Cravos são pequenos pontinhos pretos presentes na pele, principalmente no rosto. Eles são muito comuns e podem aparecer em pessoas de todas as idades, embora sejam mais comuns durante a puberdade, adolescência e vida adulta.

Os cravos são assintomáticos e requerem alguns cuidados para evitar complicações – alguns deles podem virar acnes, que são visíveis e, ocasionalmente, podem causar dor e sensibilidade na região.

Os cravos são um dos problemas dermatológicos mais comuns que existem.

Como se forma um cravo?

O processo de formação de um cravo começa dentro do folículo sebáceo – uma estrutura dentro da pele onde ficam a raiz dos pelos e as glândulas sebáceas, que produzem a gordura natural que protege a pele do ressecamento.

A abertura desse folículo é aquilo que nós chamamos de poro na pele.

Quando entope, ele faz a gordura se acumular no local. Quando o poro entupido é largo, a gordura armazenada tem maior contato com o ar e oxida, formando uma “tampinha” preta – o cravo aberto.

Poros mais largos, em que há gordura armazenada, leva à formação de um cravo que geralmente não evoluirá para uma acne depois.

Já em poros mais estreitos há menos contato da gordura com o ar, por isso não aparece o ponto preto criado pela oxidação.

Por outro lado, algumas bactérias se proliferam no local e passam a se alimentar da gordura armazenada. Esse tipo de cravo é o chamado ponto branco (ou cravo fechado), que pode levar ao desenvolvimento da espinha.

*Informações Minha Vida


+ Beleza