MAIS SOBRE A MÚSICA

Postado em: - Atualizado em:

“MÚSICAS...”

“BEIJO PARTIDO”: Canção meio enigmática, nasceu de uma decepção amorosa de um mineiro que está inscrito no hall dos maiores músicos do planeta com o respeitadíssimo nome de Toninho Horta. O tema musical em questão foi composto em 1973 e permaneceu dois anos sem letra, até o dia em que o autor sentou-se ao piano e escreveu-a em poucos minutos:”Eu não gosto de quem me arruína em pedaços/ e Deus é quem sabe de ti/ e eu não mereço um beijo partido./ Hoje não passa de um dia perdido no tempo...”

Então “Beijo Partido” foi gravado por Nana Caymmi e, logo depois, por Milton Nascimento no álbum “Minas”, com a participação vocal de Toninho, também executando piano e violão.O autor esclarece que sua voz foi utilizada para reforçar a atmosfera de mistério na ambientação musical exigida pelo arranjo. “Beijo Partido” tipifica o estilo do compositor, com sua linha melódica aparentemente simples e a harmonia sofisticada. A frase “é quem sabe de ti”, em movimento melódico ascendente contrastando com a sutil harmonia descendente, ajuda a entender esse lado intrigante de sua obra, capaz de seduzir e mesmo influenciar músicos como o guitarrista de jazz Pat Metheny, um admirador declarado de Toninho Horta.


Fontes: A Canção no Tempo – Jairo Severiano/Zuza Homem de Mello

Revista da Música / Arquivo pessoal de dados.

Fotos: Divulgação

“...E MÚSICOS”

Mineiro nascido em Belo Horizonte em 2 de dezembro de 1948, Antônio Maurício Horta de Melo é compositor, arranjador, produtor musical e guitarrista. Guitarrista de projeção e respeito em todo o mundo! O avô foi maestro e compositor, a mãe era bandolinista, o pai tocava violão e o irmão mais velho, Paulo, contrabaixista profissional. Claro que continuamos falando de Toninho Horta, o autor de “Beijo Partido”. Aprendeu a tocar violão na infância e aos 13 anos compôs sua primeira canção, em parceria com a irmã, Gilda. Estreou em estúdio em 1969 com Nivaldo Ornelas, grande saxofonista, mesmo ano em que tocou pela primeira vez com Milton Nascimento. Atuou ao lado de grandes nomes, como Joyce, Tom Jobim, Leny Andrade, Lô Borges, Wagner Tiso, Naná Vasconcelos, Nelson Ângelo,Elis Regina, Edu Lobo, Gal Costa, Maria Bethânia e tantos e tantos outros.

No exterior, é venerado por gente como Pat Metheny, Gil Evans, Sérgio Mendes, Flora Purim, Astrud Gilberto, Paquito De Rivera, Herbie Hancock, Wayne Shorter, George Benson e inúmeros outros.

Agraciado com o título de “Cidadão Honorário” da cidade de Austin, nos Estados Unidos, em 1983, Toninho foi eleito o 5º melhor guitarrista do mundo, pela revista britânica “Melody Maker”, em 1977 e é considerado um dos mais influentes guitarristas de jazz do século XX.

Fontes: “A Canção no Tempo” – Jairo Severiano/Zuza Homem de Mello

“Revista da Música” / Internet/ Arquivo pessoal de dados.

Fotos: Divulgação

BENY CHAGAS MUSIC SHOW NA WEB

ponto1000-Brasil.com – Ribeirão Preto - SP : sexta 22h, sábado 10h e 22h e domingo 12 e 22h.

portalmusicalfranca.com.br – Franca – SP : sábado a quinta 18h e sexta 19h.

radiovivamanaus.com.br (Web Rádio Studio Y) – Manaus, AM – Domingo 18h (19h Brasília).

Continue enviando suas sugestões para inclusão nos roteiros de programação: (16) 3017-2030; whats app (16) 9 8223 9669; e-mails:benychagas@gmail.com/benychagas@benychagas.com


*Esta coluna é semanal e atualizada às segundas-feiras