Formula Chopp

Voo para “lugar nenhum” durante a Super Lua do dia 26 esgota em tempo recorde

  • Teo Barbosa
  • Publicado em 14 de maio de 2021 às 10:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Companhia aérea promete que os passageiros poderão ver a Super Lua do dia 26 de maio de ‘camarote’ de voo que vai do nada para lugar nenhum

Para ser interessante, o passageiro precisa assegurar o assento da janelinha

O voo da Qantas para “lado nenhum”, que levará os passageiros a admirar a Super Lua e o Eclipse lunar, esgotou em tempo recorde: dois minutos e meio.

Sim, leu bem: é uma viagem que, na prática, não terá qualquer destino.

Parte do aeroporto de Sydney, na Austrália, e volta a aterrissar no mesmo local três horas depois.

Durante esse tempo, os passageiros vão poder observar a Super Lua e o Eclipse da Lua que acontece no dia 26 de maio e será visível na Austrália, Nova Zelândia, e em alguns locais do Pacífico e da costa oeste dos Estados Unidos.

O bilhete mais barato ficava em torno de R$ 2 mil, em classe econômica, e depois de esgotados foi criada uma lista de espera, que entretanto também já foi encerrada.

Esta será a segunda Super Lua do ano e o único eclipse de 2021.

A bordo vai estar uma astrônoma que vai explicar alguns fatos e curiosidades do fenômeno, que a NASA já apelidou de ‘Super Lua de Sangue’, já que, conforme a lua passa pela sombra da Terra, parece mais escura e vermelha.

O voo vai ser operado num Boeing 787 Dreamliner, escolhido graças às grandes janelas, que o tornam “ideal para contemplar a lua”, conforme explicou a Qantas em comunicado.

Os passageiros terão que usar máscara a bordo e respeitar o distanciamento social.

Este é o mais recente voo para “lado nenhum” da companhia aérea australiana, que leva os viajantes a matar saudades de andar de avião, antes de os devolver ao aeroporto de origem.

Em outubro do ano passado, as passagens para o primeiro voo deste gênero esgotaram em dez minutos.


+ Ciência