Procon-SP constata que houve alta de 2,13% na cesta básica em outubro

  • Salvador Netto
  • Publicado em 10 de novembro de 2020 às 19:28
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 07:59
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Dos 39 produtos pesquisados, na variação mensal 21 tiveram alta e 18 diminuíram de preço

O Núcleo de Inteligência e Pesquisas do Procon-SP constatou que o valor da cesta básica paulistana teve alta de 2,13% no último mês de outubro.

O levantamento, feito em convênio com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), revela que o preço médio no dia 30 de setembro era R$ 930,19 e passou para R$ 949,98 em 30 de outubro.

O grupo de alimentação foi o que apresentou maior variação, 2,26%. Higiene Pessoal registrou 1,55% e limpeza, 0,76%. A variação no ano é de 21,15% (base: dezembro/2019).

No mês de outubro, os produtos que mais subiram foram:

Batata (kg) 20,31%

Óleo de soja (900 ml) 12,15%

Frango resfriado inteiro (kg) 9,00%

Arroz (5 kg) 7,62%

Papel Higiênico Fino Branco (com 4 unidades) 5,82%

As maiores quedas foram:

Cebola (kg) -16,74%

Alho (kg) -5,44%

Leite UHT (litro) -4,23%

Farinha de trigo (kg) -3,93

Ovos brancos (dúzia) -3,75

Dos 39 produtos pesquisados, na variação mensal, 21 apresentaram alta e 18 diminuíram de preço.

Confira aqui a pesquisa completa