Formula Chopp

Óleo de coco para hidratar o cabelo: saiba porquê você deve parar de usá-lo

  • Dayse Cruz
  • Publicado em 2 de fevereiro de 2021 às 10:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Entenda os motivos que fazem o ingrediente não ser a alternativa ideal para tornar os fios mais saudáveis

Hidratar os cabelos com óleo de coco pode não ser uma solução tão eficazHidratar os cabelos com óleo de coco pode não ser uma solução tão eficaz

 

Se você é adepta das receitinhas caseiras para tratar pele e cabelos, certamente já ouviu sobre os benefícios do óleo de coco.

Para combater efeitos colaterais da umidade baixa, hidratar a pele após a lavagem excessiva das mãos, raspar os pelos das pernas ou até clarear os dentes, há quem diga que o ingrediente faz maravilhas.

Celebridades como Kourtney Kardashian e Miranda Kerr têm pregado os benefícios do óleo totalmente natural por anos.

As marcas, por sua vez, criaram linhas inteiras de beleza e cuidados com os cabelos com a mistura.

No entanto, há especialistas que apontam que o óleo de coco não é assim tão milagroso quando o assunto é tratar os cabelos.

Em entrevista à revista Glamour britânica, o especialista em cabelos Ross Charles desvendou alguns mitos e colocou as cartas na mesa sobre o ingrediente caseiro.

Quais são os efeitos do óleo de coco no cabelo?

O ingrediente é rico em ácido láurico, um ácido graxo que penetra na haste do cabelo e cobre completamente o fio, tornando-o repelente à água.

O processo tem como resultado a diminuição do frizz em ambientes úmidos, o que se traduz em um aspecto mais saudável, visualmente.

Porém, o cabelo é feito de queratina, um tipo de proteína. Dentro dela, existem feixes de aminoácidos que funcionam como blocos de construção para cabelos fortes, hidratados e saudáveis.

Se, por conta do calor, química ou coloração, o seu cabelo rompeu as ligações de queratina, o óleo de coco não vai resolver o problema. Na verdade, ele pode complicar ainda mais a situação.

“O óleo impede que os tratamentos penetrem na haste do cabelo”, explica o Ross Charles.

Se os seus fios foram danificados ou estão fracos e frágeis, você precisa colocar aminoácidos na haste do cabelo.

Por isso, cobrir as madeixas de óleo não é uma boa ideia, já que ele impediria o tratamento de penetrar.

“Os óleos para o cabelo – e especialmente o óleo de coco – tendem a se infiltrar em cada pequeno orifício na haste dos fios e disfarçam o problema real para agir como uma solução rápida”, explica o hair stylist.

A longo prazo, o ingrediente não hidrata e nem melhora o aspecto das madeixas.

Se você decidir usar óleo de coco, ainda sim, por seus benefícios de resistência à umidade, é importante optar pelo tipo extravirgem, ou seja, o que não contém alvejante ou outros produtos químicos, altamente perigosos para o couro cabeludo, pois podem causar irritações.

*Informações Metrópoles


+ Beleza