Formula Chopp

Em diferentes versões, pedras aparecem em decorações de ambientes

  • Entre linhas
  • Publicado em 16 de dezembro de 2016 às 13:34
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 18:04
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Entre as opções mais procuradas no mercado de Franca estão a ardósia e granito de diferentes cores

Não é de hoje que as pedras vêm se sobressaindo de outra forma que não seja “apenas” revestindo pisos e paredes, ou revelando bancadas de banheiros e cozinhas. Estas maravilhas da natureza vêm ganhando cada vez mais espaço por receberem todo um tratamento estético que lhes garante destaque na decoração tanto de ambientes externos quanto internos.

Resgatadas da época das cavernas literalmente, elas vêm sendo aplicadas em construções desde os primórdios da civilização humana. “A pedra além do acabamento tem também o seu lado decorativo que transmite ao ambiente, sensações e texturas”, explica o arquiteto, Ismar Tavares.

A grande vantagem do uso da pedra na construção é que elas se adaptam a qualquer decoração, mantêm uma harmonia nos estilos moderno, clássico, contemporâneo ou o rústico. Alguns tipos de pedras têm aparecido mais que outros, como as pedras tipo São Tomé. Mas as brancas e amarelas são as campeãs, além das palito que têm ganhado muitos apreciadores. Porém, Ismar destaca que mesmo se adaptando a vários ambientes, deve-se ter cautela na mistura de muitos materiais. “Os materiais a serem usados em uma obra têm que ter a mesma leitura, isto não quer dizer que não podem ser misturados a pedra, como concreto, madeira, o vidro e o piso cerâmico ou porcelanato”, explica Ismar. De fato, o estilo rústico-chique alia o uso de pedras e madeira para dar um ar de aconchego. E como o Brasil é rico em rochas, o uso de pedras com madeira, quando bem harmonizado, leva um pouco da natureza para dentro de casa.

Buscando o diferencial

E foi justamente para aplicar a rusticidade em sua casa que a aposentada Rosa Maria Vasconcellos, 59 anos, decidiu colocar a pedra rosa na parede que separava a cozinha da sala, no estilo americano. Nos detalhes, madeira envernizada. O resultado não poderia ser outro: enche os olhos de quem entra no ambiente. “Ficou lindo. Tanto que decidi levar essa idéia para a varanda. Ficou perfeito!”, conta Rosa Maria.

De olho no que a natureza tem para oferecer, José Carlos Montenegro, incorporador do Grupo Montenegro, decidiu desde o início de seu projeto imobiliário, utilizar materiais naturais, sem que para isso degradasse a natureza. “Como minha piscina é água de mina, queria que fosse utilizado materiais brutos”, conta José Carlos.

Entre as opções mais procuradas no mercado de Franca estão a ardósia – pedra bem popular e barata; granito de diferentes cores; São Tomé, mármore, entre outros. Depois do carrara, a nova onda é o mármore negro, que chega em diferentes tonalidades e veios que realçam o ambiente.

Dependendo do que se deseja e do tamanho do bolso, há pedras para todos os gostos. E o que se vê no mercado de decoração é que o uso delas veio realmente para ficar, afinal de contas, as pedras diferenciam e personalizam projetos residenciais e comerciais. E quem não quer ser diferente e especial?