Formula Chopp

Plantas purificadoras do ar viram tendência para ambientes fechados

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 25 de abril de 2018 às 23:02
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 18:42
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Um dos itens que mais deve se popularizar em 2018 são as plantas purificadoras que filtram o ar

O relatório
divulgado pela rede social de compartilhamento de fotos, Pinterest, é um
compilado de tendências em diferentes áreas de interesse. Na seção bem-estar,
um dos itens que devem se popularizar em 2018 são as plantas purificadoras, ou
seja, as que se encarregam de filtrar vários poluentes do ar, como amoníaco,
benzeno, formaldeído, tricloroetileno e xileno.

Abaixo, as melhores
espécies com esse fim para ser cultivadas em ambientes fechados, de acordo com
estudo da Nasa.

Jiboia (Epipremnum aureum)

Não requer muitos cuidados: só precisa ser regada
quando a terra estiver seca e pode ser mantida entre 30 e 17 graus.

Lírio-da-paz (Spathiphyllum)

Mesmo com pouca luz e água, vive muito tempo, mas
deve ficar longe de correntes de ar.

Palmeira-dama (Raphis excels)

De origem asiática,
também é chamada de palmeira-ráfis ou ráfia. Ela se dá melhor em áreas sem luz
direta

Espada-de-são-Jorge (Sansevieria trifasciata)

Queridinha na decoração de interiores, sobrevive a
temperaturas extremas, de 40 graus a 5 graus negativos