Comissão de vereadores solicita liberação de 7 leitos de UTI para Franca e região

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 12 de janeiro de 2021 às 13:31
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A vistoria deixou os vereadores atônitos, pois, dos 30 vagas de UTI (Unidades de Terapia Intensiva), 28 já estavam ocupadas

Vereadores Visitam Hospital do Coração – 07-01 – Da esq. para a dir., Pastor Palamoni, Daniel Bassi, Gilson Pelizaro e Marcelo Tidy

Uma comissão composta por quatro vereadores visitou ontem, 07, o Hospital do Coração (parte do Complexo Santa Casa de Franca), para verificar as condições de atendimento e tratamento dos pacientes com covid-19.

A visita foi proposta por Gilson Pelizaro (PT), que convidou para acompanhá-lo os parlamentares Marcelo Tidy (DEM) e o presidente e terceiro membro da Comissão de Saúde e Assistência Social, respectivamente, Pastor Palamoni (PSD) e Daniel Bassi (PSDB).

A vistoria deixou os vereadores atônitos, pois, dos 30 vagas de UTI (Unidades de Terapia Intensiva), 28 já estavam ocupadas.

O grupo acredita a ala alcançará 100% de ocupação. Gilson, que chegou a visitar a área de UTI junto com Bassi (foto), explicou o que ele e os outros vereadores farão a respeito:

“A Santa Casa tem sete leitos montados de UTI esperando credenciamento junto ao DRS VIII (Departamento Regional de Saúde). Quando isso acontecer, o hospital vai poder receber [recursos] e colocar esses leitos em funcionamento. Vamos solicitar via ofício, de forma urgentíssima, que o DRS desburocratize o máximo possível e libere esses leitos, porque a cidade vai precisar. Senão, vamos correr risco de gente morrer na porta do hospital. Não é brincadeira o que está acontecendo em Franca. As pessoas precisam tomar todos os cuidados, como usar máscara e álcool em gel, porque o vírus é preocupante”.

O ofício mencionado por Pelizaro foi elaborado na tarde de hoje (12). Endereçado à diretora do DRS VIII, Lucy Lene Joazeiro, o documento solicita a liberação desses sete leitos, diante do aumento significativo do número de casos do novo coronavírus em Franca.