Saúde: Nova terapia para controle de dor crônica do ombro chega ao Brasil

Hospital de Campinas realiza o 1º procedimento fora dos EUA, a Denervação por Radiofrequência

Postado em: em Mais+

A cidade de Campinas foi sede da primeira Denervação de Ombro por Radiofrequência com sistema refrigerado realizada fora dos Estados Unidos. O procedimento minimamente invasivo ocorreu no Hospital Vera Cruz, inserindo Campinas, Brasil e América Latina em posição de destaque nesta modalidade terapêutica.

A intervenção está sendo, inclusive, conteúdo de estudos em congressos médicos por todo o País. O anestesiologia especialista em Dor, José Luiz de Campos, responsável pelo Centro de Ensino e Treinamento do Hospital Vera Cruz, é quem aplica a técnica e a terapia inovadora. O especialista tem ministrado aulas sobre o assunto em eventos de medicina e o exemplo campineiro tornou-se um "case".

A denervação consiste em neutralizar os nervos responsáveis pela sensação da dor, sem afetar as áreas de movimento ou as táteis. Segundo o especialista, a técnica é usual em outras áreas do corpo, como região cervical, lombar, quadris e joelhos – todas aplicadas no Hospital Vera Cruz –, porém, para a região do ombro, por ser muito rica em terminações nervosas e de difícil localização dos pontos anatômicos, a metodologia, por ora, é rara.

Para o paciente que convive com a dor crônica por anos e que recorreu a diversos tratamentos, a denervação de ombro através da terapia com sistema de radiofrequência refrigerada possibilita alívio e bem-estar. "O procedimento atenua em, pelo menos, 70% da dor prévia, por um prazo superior ao das terapias atuais reconhecidas e aprovadas mundialmente", argumenta Campos.

3ª maior causa de dor no planeta

A dor no ombro é a terceira causa mais comum no mundo de queixa entre os pacientes que sofrem de dor crônica músculo esquelética, estimada em até 26% entre os adultos.

A condição pode ocorrer em qualquer idade e ser agravada por atividades diárias comuns, incluindo trabalho manual e movimento geral repetitivo. De acordo com Campos, lutar contra dores recorrentes e crônicas no ombro pode gerar frustração. "Os pacientes buscam alívio em medicamentos, massagens e ou fisioterapias que nem sempre apresentam os resultados esperados", pontua o médico.

Ele continua: "atualmente, os profissionais de saúde que convivem com pacientes que têm dor crônica no ombro têm opções limitadas de tratamento fora das condutas conservadoras e das cirurgias tradicionais. No entanto, muitos destes pacientes podem não ser candidatos a cirurgia", alerta.

De repente, o bem-estar está de volta!

A primeira brasileira e latino-americana a se beneficiar desta terapia com a intervenção efetivada no Hospital Vera Cruz está radiante com o seu estado de atual de saúde. Antes, ações cotidianas como pentear os cabelos ou estender roupa no varal eram muito desconfortáveis e exigiam um esforço incomum para a dona de casa Vitória Maria Denardi de Oliveira Barros, de 62 anos.

A paciente conta que a dor irradiava do ombro para o braço e que a mão perdia força, limitando até tarefas corriqueiras. "Assim que o procedimento terminou eu me sentei na maca e o Dr. pediu pra eu movimentar o braço. Fiquei até intrigada, pois pra todo lado que eu mexia a dor não vinha. Foi uma sensação extraordinária", descreve.

Vitória já havia feito outros dois procedimentos em áreas do corpo diferentes com as técnicas intervencionistas consideradas triviais com a equipe do médico. Na região da coluna lombossacra, em 2015, e na região cervical, em 2017. Nos dois casos, ela não teve retorno das dores.

Depois do procedimento da Vitória, Campos já realizou outras cinco devervações de ombro no Hospital Vera Cruz. O médico explica que a interferência é ambulatorial e o paciente tem alta no mesmo dia. A intervenção não traz a cura, porém, estudos clínicos da radiofrequência refrigerada demonstraram alívio da dor em até 24 meses após a intervenção, com melhora da função física e redução do uso de medicação.

O conforto tem período de duração variável entre os pacientes, porém, para quem convive com dor diariamente, cada minuto sem ela é valorizado. "E se for o caso, o paciente pode refazer o procedimento anos depois, sem ônus algum", garante o médico.

Além de aplicar a denervação em todas as modalidades, o Hospital Vera Cruz atua em outras diversas frentes no combate à dor. Equipes especializadas e equipamentos de última geração garantem tratamentos variados à dor, seja crônica ou aguda.

Indicações para a denervação de ombro
- artrose
- osteoartrite
- ombro congelado
- dor no ombro crônica


Artigos Relacionados