Formula Chopp

Você ainda não tem casa própria? Franca receberá moradias populares do Estado

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 6 de abril de 2021 às 18:00
  • Modificado em 6 de abril de 2021 às 19:17
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Prefeito da cidade participa de reunião com secretário de Habitação; vereadores cobram casas para o povo

Vereadores Daniel Bassi, Lindsay Cardoso e Ronaldo Carvalho cobram mais moradias populares para a população de Franca

Nesta terça-feira, o secretário de Habitação de São Paulo, Flávio Amary, reuniu-se virtualmente com o prefeito Alexandre Ferreira, de Franca, e prefeitos de outros municípios da região para discutir a construção de casas populares.

A necessidade de moradias voltadas à população de baixa renda é uma necessidade dos municípios. Franca não é exceção e a vinda de casas pelo Estado, via CDHU (Companhia do Desenvolvimento Habitacional Urbano), é uma das ferramentas para se diminuir o déficit habitacional da cidade.

O vereador Daniel Bassi, sensível a esta questão, oficiou no dia 16 de março o deputado federal Arnaldo Jardim, que é oriundo da região e tem livre acesso ao secretário Amary.

Ele pediu a intervenção do parlamentar no sentido de Franca entrar na programação do Estado para receber moradias. Também participaram da ação os vereadores Lindsay Cardoso e Ronaldo Carvalho.

Ele disse que viu com muita alegria esta reunião do secretário Amary com os prefeitos, inclusive o Alexandre, pois é uma sinalização que novas moradias virão.

“Busquei apoio com o deputado Arnaldo e ele, como sempre tem feito, levou a nossa demanda ao governo. Espero que a parte burocrática seja superada o quantos antes, para que a população possa ser contemplada”, afirmou Daniel Bassi.

O vereador afirmou que fará o acompanhamento do processo e que está à disposição para auxiliar no que for necessário.

“Vamos continuar fazendo as solicitações ao Estado, à União, onde for preciso para melhorarmos a qualidade de vida de nosso povo”, concluiu Bassi.


+ Política