Sabe como evitar cáries e muita dor de dente? Veja dicas práticas e importantes

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 5 de janeiro de 2022 às 21:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Então, balas, chocolates, chicletes, refrigerante, café com açúcar e sobremesas devem ser consumidos sem exageros

Então, balas, chocolates, chicletes, refrigerante, café com açúcar e sobremesas devem ser consumidos sem exageros

Uma rotina de higienização e alguns cuidados específicos são fundamentais para quem quer saber como evitar cáries. Inclusive, vale dizer que, quando não tratadas, o problema vai se agravando, viu?

Apesar de ser possível tratar a cárie com a restauração no dente e demais procedimentos simples, em situações mais graves pode ser necessário fazer intervenções profundas, como o tratamento de canal ou, até mesmo, a extração.

Então, está na hora de você saber exatamente como evitar cáries, não acha? A gente preparou este post com dicas essenciais sobre o tema. Leia até o fim e coloque os conselhos em prática. Vamos lá?

Faça uma baixa ingestão de açúcar

O açúcar estimula a produção dos ácidos bacterianos que ajudam na formação da cárie, por isso, são considerados alimentos que aumentam os riscos de desenvolver esse problema bucal.

Então, balas, chocolates, chicletes, refrigerante, café com açúcar e sobremesas devem ser consumidos sem exageros.

Mas calma! Isso não significa que você precisa abolir o açúcar da alimentação. Porém, vale a pena evitá-lo, reduzir o consumo ou até mesmo procurar alternativas com menor quantidade de açúcar. Uma dica é optar pelo café sem açúcar ou com adoçante, por exemplo — já faz muita diferença.

Escove os dentes sempre

A escovação após as refeições é uma das principais medidas para evitar as cáries. Ela é fundamental para remover os restos de alimentos que ficam presos aos dentes e na boca. Mas não exatamente após, viu?

“Quando você ingere um alimento, o meio bucal fica com um pH mais ácido. Se você escova logo depois, vai abrasionar demais o dente, tendo um desgaste”, diz o dentista Victor Tomoda, que é franqueado Odontoclinic e especialista em Periodontia.

Então, vale a pena esperar uns 20 ou 30 minutos após as refeições. Use escovas de cerdas macias, que não machucam a gengiva e previnem a sensibilidade dentária, e cremes dentais com flúor, que previnem o deterioramento dental e ajudam na prevenção da cárie. Evite fazer muita força na escovação, opte por movimentos suaves.

Também é importante escovar os dentes antes de dormir. Durante o sono, a boca tende a ficar seca, criando um ambiente propício para a formação de placa bacteriana. Nesse caso, a escovação ajudará a criar uma barreira protetora para combater o problema.

E uma dica: não se esqueça de trocar com frequência a sua escova. Com o uso frequente, elas acabam se desgastando e perdendo a efetividade.

Por isso, sempre que as cerdas estiverem muito abertas, vale trocar — nem sempre é a cada três meses, pode ser mais ou menos.

Utilize o fio dental

Se a ideia é aprender como evitar cáries, o uso do fio dental não pode faltar na lista de dicas. O ideal é utilizá-lo em todas as escovações, já que ele complementa a limpeza, mas caso isso não seja possível, utilize pelo menos uma vez ao dia.

O fio dental retira pedaços de comidas que ficam nos lugares mais difíceis que a escova não consegue alcançar, como nos espaços entre os dentes. Se não forem retirados, os restos de alimentos formam placas bacterianas, aumentando o risco de ter cáries, além de provocarem o mau hálito.

“Entre fio e fita dental, eu gosto mais da fita, ela tem uma área de contato maior, que traz mais eficiência ao processo”, conta Victor.

Beba bastante água

Beber água é um hábito importante para todo o organismo, mas também ajuda no combate à cárie. O líquido ajuda a equilibrar o pH da boca e do estômago, além de auxiliar em todo o processo digestivo.

A água também evita a sensação de boca seca, que estimula a produção de saliva, responsável por ajudar a dissolver alimentos e impedir a formação de placa e outras doenças bucais. O segredo é manter uma garrafinha sempre ao seu lado e não beber apenas quando sentir sede, que tal?

Cuide da saúde do corpo

Também é importante adotar hábitos saudáveis no dia a dia para ajudar a prevenir as cáries. Uma alimentação saudável, rica em cálcio, ou alimentos crus e crocantes, ajudam a prevenir problemas bucais.

Por outro lado, hábitos como fumar e consumir álcool colaboram com as alterações bucais e aumentam os riscos de desenvolver cáries. Assim, adotar uma rotina saudável para cuidar do corpo também ajudará na saúde oral.

Aposte no enxaguante bucal

O enxaguante bucal é um produto antisséptico e quando usado no período noturno age enquanto você dorme, tornando a limpeza e a eliminação de bactérias mais eficiente.

O ideal é que você faça normalmente a sua escovação (com fio ou fita dental também) e use o produto como complemento à limpeza.

Vale lembrar que ele, além de eliminar as bactérias, ajuda também a combater a placa e evitar o mau hálito. Inclusive é importante aliado para evitar a gengivite.

Para garantir o seu bom uso, as dicas do dentista Victor Tomoda ajudam: “você deve usar cerca de 15ml e fazer um bochecho de 30 segundos, no mínimo. Não adicione água ao enxaguante e espere cerca de 30 minutos pra ingerir água caso sinta sede, senão ele perde o efeito”.

Faça a limpeza da língua

A língua tem um importante papel na mastigação, tendo contato direto com os alimentos. Por isso, é preciso fazer a sua escovação correta.

O processo não pode (e nem deve) ser deixado de lado, porque os restos de alimentos também são responsáveis pelo acúmulo de bactérias, o que pode desencadear o aparecimento de cáries.

Uma opção que é de grande ajuda é o raspador de língua, caso não queira usar a escova. Ele é responsável por retirar os resíduos de maneira eficaz e deve ser usado em todas as escovações que você fizer no dia, não se esqueça.

Tenha atenção à placa

Já que estamos falando sobre como evitar cáries, é importante lembrar também da placa bacteriana. Ela é uma camada de bactérias que se adere ao dente.

No geral, ela não tem cor e acaba se formando quando os restinhos de comida não são tirados da maneira correta ao passar o fio dental e realizar a escovação.

O grande problema é que, quando a placa permanece no dente, ela se torna um caminho não só para o surgimento de cáries, mas também da gengivite. Sendo assim, é preciso sempre seguir o caminho de higienização bucal de maneira completa, usando não só a escova, mas também o fio dental.

Vá ao dentista com frequência

Ir ao dentista é uma tarefa que precisa ser feita com certa frequência. Mas de quanto em quanto tempo, hein? “Cada boca é diferente. Você tem necessidades distintas de check-up e profilaxia.

Depois de um tratamento, eu peço retorno após 4 meses. Às vezes, tem muito tártaro, então, as visitas ajudam na orientação — para o paciente ver onde está errando. Mas esse período pode ser maior ou menor, depende de cada um”, explica o especialista.

A prevenção é um dos principais benefícios quando se trata de como evitar cáries. O dentista vai fazer toda uma investigação bucal para checar se há algum problema, além de indicar as melhores práticas de higiene.

Caso você tenha que retirar alguma cárie já existente, é também na consulta que você saberá e receberá o tratamento mais adequado, permitindo a recuperação do seu dente.

Pronto! Agora que você já conhece as nossas dicas sobre como evitar cáries, inclua esses hábitos na sua rotina para manter um sorriso saudável. Além disso, faça visitas regulares ao dentista para uma limpeza profunda e avaliação do sorriso.

Dessa maneira, é possível identificar problemas com antecedência para que não evolua para quadros mais graves e consiga evitar a extração


+ Comportamento