Presépios têm temática da pandemia e incentivam o uso de máscaras

  • Salvador Netto
  • Publicado em 15 de dezembro de 2020 às 18:31
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 11:44
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Imagens dos personagens bíblicos usando máscaras já estão sendo vistas em vários países

Presépio produzido por artesã na Colômbia - Foto: Instagram @repisademunecos/Reprodução

As medidas sanitárias contra a Covid-19 determinadas ao redor do mundo durante 2020 se fazem presente também em presépios para marcar o Natal deste ano impactado duramente pela pandemia. 

Já foram registradas imagens dos personagens bíblicos usando máscaras e mantenho distanciamento social em vários países, como Colômbia, Paraguai, México, Brasil e Itália. 

Nas redes sociais, circulam variações diversas da representação da festa cristã que celebra o nascimento de Jesus.

Para uma artesã colombiana, moradora de Bogotá, a ideia de reproduzir o nascimento de Jesus com uma série de referências às normas contra a propagação da Covid-19 veio a partir de vídeos com este tema postados nas redes sociais. 

E a criação de Alejandra Pomes, pensada nos mínimos detalhes, contando inclusive com placas sinalizadoras, rendeu tanto interesse que ela passou a confeccionar unidades para venda.

A oportunidade veio como uma saída econômica necessária para seu sustento. Segundo a emissora local “Blu Radio”, Alejandra estava desempregada desde o início da quarentena, pois trabalhava como atriz de teatro.

Até mesmo os presentes dos três reis magos de seu presépio, Gaspar, Baltazar e Belchior, foram adaptados aos novos tempos, com um levando cloro; o outro, álcool; e o terceiro, uma caixa de máscaras. No Catolicismo, os itens recebidos pela Virgem Maria e São José são ouro, incenso e mirra.

“Colocamos um face shield no burrinho e na vaca. O bebê tem um cordão amarelo (ao redor da manjedoura) e um sinal de ‘não toque’ e todos estão distantes um do outro”, detalhou ela ao portal de notícias.

“Nosso presépio livre de Covid, com todas as medidas de segurança!”, escreveu no Instagram.

Na Cidade do México, lojas têm disponibilizado imagens diversas do menino Jesus na temática da pandemia, seja vestindo máscara ou face shield.

No Paraguai, o Hospital Nacional de Itauguá instalou as imagens dos personagens usando máscaras de proteção para inspirar pacientes, seus familiares e funcionários da unidade.

“O presépio do HNI em tempos de pandemia, para cuidar da família, o pastor e os reis magos visitarão o menino Jesus, com máscaras”, escreveu a diretora do hospital, Yolanda González Barrios, ao publicar as fotos no Twitter, usando ainda uma hashtag que diz “Sejamos responsáveis, cuidemos da família”.

Também aparecem na representação a estrela de Belém, a mula, o boi e outros animais, como ovelhas e cabras.

O Brasil não ficou de fora da tendência. Um usuário do microblog também divulgou uma foto dos envolvidos no nascimento de Jesus adotando as medidas sanitárias. 

O internauta explicou que a ideia foi de seu pai e que ele explicou ter colocado os reis magos afastados de propósito “por conta do distanciamento”.

Uma adaptação do presépio à realidade deste ano que vem chamando bastante atenção nas redes sociais é a instalação feita na catedral de Turim, na Itália. 

Mas a iniciativa dividiu opiniões e nem todos internautas aprovaram a adoção de máscaras na representação do nascimento de Jesus, celebrado pelos cristãos em 25 de dezembro.

Outro post em italiano no Twitter traz um vídeo também com o objetivo de incentivar o cumprimento da medida sanitária.

“No nosso presépio estão todos com máscara, além do Núcleo da Sagrada Família”, diz a postagem. “Eu também teria deixado o anjo atrás de Jesus sem máscara. É muito rígido: o anjo não está próximo”.

O jornal “Diario Libre”, da República Dominicana, informou que foram observados presépios pandêmicos em oficinas artesanais de La Paz, na Bolívia, que registrou 9 mil mortes pela Covid-19 e 145 mil infecções.