Prefeito Alexandre Ferreira anuncia novas medidas contra disseminação da Covid

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 23 de janeiro de 2021 às 08:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Alexandre Ferreira foi enfático ao pedir o envolvimento efetivo de toda população para frear esse crescimento de casos da doença

Alexandre Ferreira em coletiva à imprensa na última sexta-feira, 22

Alexandre Ferreira em coletiva à imprensa na última sexta-feira, 22

A Prefeitura de Franca, seguindo as diretrizes do Plano São Paulo que, em sua classificação anunciada pelo Estado, na sexta-feira, 22, colocou a cidade na fase vermelha, decidiu endurecer as medidas para evitar aglomerações e conter a taxa de transmissão da Covid-19 no município.

Em coletiva com a imprensa, na tarde da última sexta-feira, em seu gabinete, o prefeito Alexandre Ferreira foi enfático ao pedir o envolvimento efetivo de toda população para frear esse crescimento de casos da doença.

O prefeito lamentou tomar essa decisão, esclarecendo que não havia outra saída, tendo em vista o sofrimento que isso causa para todos.

Observou também que a Prefeitura realizou nestes primeiros dias do ano, o que não foi feito em quase um ano de pandemia e que o envolvimento de todos os segmentos, Vigilância Sanitária, Polícias Civil e Militar, Ministério Público, Guarda Civil Municipal e das pessoas fazendo a sua parte será fundamental.

Alexandre Ferreira anunciou a criação do Covizap (99917-2802), onde as pessoas poderão denunciar práticas abusivas, indicando os locais com aglomerações, permitindo maior rapidez nas ações da fiscalização.

O foco emergencial nesse instante é reduzir a taxa de transmissão do vírus, que acontece devido à aproximação e contato das pessoas.

Isso precisa ser evitado a qualquer custo, daí esse período que vai exigir esforços e colaboração de todas as pessoas.

A meta é reduzir a disseminação da doença, nos próximos dias, para que a cidade reverta esse quadro o quanto antes.

Alexandre afirmou que isso é possível, sendo preciso que cada pessoa se conscientize e faça sua parte, usando máscara, álcool em gel e não participando de aglomerações.

Indústrias ativas

As indústrias terão suas atividades normais, com os protocolos sanitários recomendados, mas no comércio, apenas os segmentos essenciais poderão funcionar regularmente.

Os demais, apenas com entrega em sistema delivery e drive thru. Estão incluídos nesse rol de estabelecimentos, lojas, bares, restaurantes, pizzarias e outros.

Os cultos e celebrações religiosas também estão restritos, sendo permitidos apenas com o máximo de 10% da capacidade, com distanciamento seguro entre os presentes, para que haja as celebrações e transmissões pelos meios digitais.

O retorno das aulas presenciais está, temporariamente, suspenso, inclusive a nível de rede estadual.

No município, as instituições de ensino, públicas e particulares deverão se organizar e programar o retorno do ensino remoto, até que esse quadro emergencial seja superado.

As academias, em ambientes fechados, não poderão funcionar.

Os parques e academias ao ar livre poderão receber seus usuários, desde que observem os cuidados sanitários, com utilização de máscara e mantendo o distanciamento físico.

Questionado sobre a capacidade de fiscalização, o prefeito disse que vai ‘se virar, buscar os meios possíveis e imagináveis da estrutura disponível na cidade’, mas que conta com o bom senso e colaboração das pessoas.

Medidas tomadas

Em todos os instantes, o prefeito deixou claro, em sua fala, que o momento exige muita responsabilidade e mudança de hábito das pessoas para evitarem a transmissão da doença, o que aumentou muito nesses últimos dias.

A Prefeitura investiu e continua investindo em equipamentos e estrutura nas suas unidades de saúde.

Foram instalados mais 8 leitos no padrão de UTI, no Pronto-socorro, foi estruturado nesse mesmo local os atendimentos dos pacientes em ambientes separados (casos clínicos não Covid em ala própria).

Além disso, o prefeito contratou 7 leitos UTI-SUS junto à Santa Casa, mais que duplicou a oferta dos testes de Covid, chegando a 1,4 mil por semana, ampliou também a capacidade de oferta de oxigênio, com a instalação de um tanque nos próximos dias, além do estabelecimento de um protocolo único para fiscalização e a criação do Centro Municipal de Enfrentamento da Covid (CEMEC) para coordenar as ações e fazer o monitoramento diário dos casos suspeitos e notificados.

Cobrança do Estado

Paralelamente a todas as medidas incrementadas no âmbito local, o prefeito observou a necessidade de um esforço regional e, para tanto, transmitiu aos prefeitos da região a sua preocupação e pediu que atuem com a mesma firmeza, alinhando as medidas para conter essa taxa de transmissão.

Franca é referência de uma região e vem cobrando do Estado medidas concretas com relação a manutenção e ampliação dos leitos de UTI tanto na Santa Casa, como nas cidades próximas.

As medidas adotadas resultaram em melhorias na oferta de leitos, pois ao contrário de uma semana atrás, quando a oferta era de 87 leitos, com 70,2% de ocupação, na última sexta-feira, já existem 100 leitos, porém a taxa de ocupação subiu para 85,9%.

Observa-se que a taxa de crescimento de ocupação também cresceu de maneira assustadora, decorrência dos altos índices de transmissão da doença de uma pessoa para a outra.

Atendimentos presenciais são suspensos na Prefeitura

Por conta das medidas de restrição anunciadas na sexta-feira, a Prefeitura no âmbito interno, também por cautela, deixará de acolher os contribuintes, presencialmente, na Central de Atendimento, a partir da próxima segunda-feira, 25.

A medida visa proteger tanto os servidores que estão na linha de frente, como os próprios usuários que acabam ficando próximos uns dos outros.

Para facilitar o atendimento, está sendo disponibilizada uma central telefônica com 4 linhas (3711-9171, 9182, 9183 e 9083), que receberá todas as orientações que forem solicitadas, sendo direcionadas para outros canais.