Formula Chopp

Mercado Livre é contra o Magazine Luiza comprar fintech de serviços digitais

  • Cláudia Canelli
  • Publicado em 12 de abril de 2021 às 14:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O comércio eletrônico acelerou o passo em 2020 no Brasil, com um crescimento de 41%, atingindo R$ 87,4 bilhões em vendas,

Magazine Luiza e Mercado Livre duelam no Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) por causa de uma aquisição envolvendo uma fintech.

Essa disputa é apenas um pequeno capítulo no enredo de bilhões de reais em negócios no mercado digital. A pandemia de covid-19 fez esse mercado disparar e aumentar o apetite da concorrência em 2020.

Em dezembro último, o Magazine Luiza anunciou a aquisição por R$ 290 milhões da Hub Prepaid, uma fintech que tem mais de 4 milhões de contas digitais e cartões pré-pagos ativos que movimentaram R$ 7 bilhões em 12 meses.

Mas essa fintech era uma importante parceira prestadora de serviços financeiros do Mercado Livre desde 2018.

O Mercado Livre decidiu questionar no Cade a compra da Hub pelo Magazine Luiza. O Cade é o órgão oficial que regula a concorrência.

A decisão, que estava para ser aprovada em poucos dias, arrasta-se até hoje.

O que está por trás da disputa?

O site UOL publicou matéria, assinada por João José Oliveira, dizendo que segundo especialistas, essas disputas entre Magazine Luiza junto com varejistas tradicionais contra o Mercado Livre representa a ponta de um movimento maior, que é a transformação do mercado digital.

O comércio eletrônico acelerou o passo em 2020 no Brasil, com um crescimento de 41%, atingindo R$ 87,4 bilhões em vendas, segundo o relatório Webshoppers 43, da Ebit/Nielsen e do Bexs Banco.

Com a quarentena para conter a covid-19, as pessoas passaram a comprar muito mais pela internet, e não apenas produtos do varejo, mas todo tipo de serviço, incluindo os financeiros.


+ Economia