SP destina mais de R$ 1,5 bilhão à 70 Estâncias de Turismo no Estado

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 31 de março de 2018 às 00:36
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 18:39
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Investimentos movimentam economia dos municípios que oferecem serviços direcionados ao turismo

São Paulo recebe
mais de 50 milhões de turistas por ano. O setor é de grande importância
para a economia estadual e, sobretudo, para milhões de famílias que vivem da
atividade.

Sendo assim, o
Governo do Estado concedeu o título de Estâncias a municípios que possuem
infraestrutura e serviços direcionados ao turismo.

De acordo com a legislação específica e os
pré-requisitos necessários, 70 cidades tiveram a classificação e podem ser
destacadas como Turísticas, Climáticas e Hidrominerais. Além delas, no ano
passado, o Governo criou os Municípios de Interesse Turístico (MITs),
promovendo da mesma forma o incentivo ao setor dentro do território.

Diante disso, foram investidos mais de R$ 1,5 bilhão
para infraestrutura locais. Através do Fundo DADETUR (Departamento de
Apoio ao Desenvolvimento dos Municípios Turísticos), o Estado desenvolve uma
política de fomento por meio da destinação de recursos do seu Tesouro às
estâncias e, agora, aos MITs. O objetivo é realizar a reestruturação de áreas
turísticas, revitalização de áreas públicas, recuperação de pontos turísticos,
entre outros itens. “O turismo irriga a economia e esses investimentos são
para fomentar o turismo e melhorar os serviços públicos dos nossos municípios”,
explica o governador Geraldo Alckmin.

O setor foi
responsável por 10% de toda a arrecadação estadual e está trazendo cada vez
mais oportunidades de renda para diversas atividades dos municípios. Por isso,
o auxílio financeiro às Prefeituras dessas 70 cidades coloca São Paulo na
vanguarda do turismo nacional.

“Os números do turismo no Estado de São Paulo são
impressionantes, uma vez que movimentam até 56 setores da economia. Ele é o
único estado da federação com políticas públicas voltadas à atividade
turística. Isto porque o governo paulista acredita que é um vetor de
desenvolvimento social e econômico”, contempla o secretário de Estado de
Turismo, Fabrício Cobra.

Mais de 40 milhões de pessoas viajam dentro do
território. Deste número, a grande maioria é composta pelos próprios
paulistas, que se locomovem por conta de trabalho, lazer, estudo, entre tantos
outros motivos.