Gás de cozinha acumula alta de 16,6% e produto sofre um reajuste de 5%

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 11 de novembro de 2020 às 07:21
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 08:04
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Preço do GLP de 13 quilos sobe 5% e deixa as donas de casa impacientes bem como setor de restaurantes

Produto sofreu reajuste e provoca clima de irritação junto ao consumidor

A Petrobras anunciou o reajuste de 5% no gás de cozinha na quarta-feira, 4 de novembro. Com a nova elevação, o preço do produto já alcança 16,6% de aumento em 2020.

Os valores para o consumidor final também vão ficar mais altos, pois além de terem liberdade para praticar preços, as distribuidoras devem ainda incorporar o valor de impostos (ICMS, PIS/Pasep e Cofins) e outros custos como mão de obra, logística e margem de lucro.

Em nota, a Petrobras confirmou o aumento e ressaltou que as distribuidoras são as responsáveis pelo envase em diferentes tipos de botijão e, junto com as revendas, são responsáveis pelos preços ao consumidor final.