Formula Chopp

Frango e peixe ganham espaço na mesa do brasileiro com a alta do preço da carne

  • Cláudia Canelli
  • Publicado em 4 de junho de 2021 às 06:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Quem fazia compras quatro vezes por semana agora está fazendo duas e isso está interferindo no consumo

A estimativa é de que o Brasil tenha o menor consumo de carne por família dos últimos 25 anos.

Nos corredores dos supermercados, os brasileiros se viram para se adaptar ao encarecimento da carne bovina.

Nos últimos meses, as famílias vêm reduzindo o consumo de carne bovina, por causa dos preços mais elevados.

Em alguns estabelecimentos o consumo caiu a um terço do habitual. De vez em quando as pessoas compram, mas é comum esperar uma promoção.

Com o produto mais caro, a saída é migrar para o frango e, eventualmente, o peixe. E mesmo assim o preço do frango está subindo, embora nem tanto quanto o preço da carne.

Exportação

Quem conhece a situação diz que é por causa das exportações da carne de frango para mercados altamente consumidores, o que eleva os preços no mercado interno.

Quem fazia compras quatro vezes por semana agora está fazendo duas. Isso interfere no consumo. Em 2013, o Brasil atingiu um consumo per capita de 96 quilos de carne por ano.

De lá para cá, foram seis anos seguidos de queda. Principalmente por causa do preço. É que a inflação de alimentos está subindo.

Alternância

A inflação da carne está em quase 36% nos últimos 12 meses, enquanto a inflação geral do Brasil está entre 4 e 5%. Isso leva as famílias a optarem por carnes mais baratas.

O que se observa nos atacadões, supermercados ou varejões é que a carne de frango, peixe, as frutas e legumes agora ocupam mais espaço na alimentação das famílias francanas.

(Com informações do Diário da Região, de Rio Preto, e do Estadão)


+ Economia