Formula Chopp

Avanço da Covid-19 impacta diagnóstico e tratamento de câncer

  • Joaquim Felix
  • Publicado em 7 de abril de 2021 às 17:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

No Dia Mundial de Combate ao Câncer, 08 de abril, o alerta é para a importância das ações de prevenção

O oncologista Diocésio Andrade, do InORP Oncoclínicas aponta que a data tem como principal objetivo conscientizar a população sobre as causas e impactos da doença

O avanço do novo coronavírus está impactando o diagnóstico e tratamento dos casos de câncer, o que pode ser verificado pelo registro de queda na realização de procedimentos oncológicos por diversos profissionais e instituições de saúde.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica (SBOC), desde março de 2020, início da pandemia, milhares de brasileiros ficaram sem exames diagnóstico e acompanhamento do câncer, sem quimioterapia, radioterapia e vários outros cuidados essenciais,

No Dia Mundial de Combate ao Câncer, 08 de abril, esses dados ajudam a reforçar a importância e necessidade das ações de prevenção, entre elas, as mudanças de comportamento em busca de hábitos saudáveis e a adoção da rotina de exames preventivos, além da continuidade de tratamentos e acompanhamento especializado.

O oncologista Diocésio Andrade, Diretor Técnico do InORP Oncoclínicas de Ribeirão Preto aponta que a data tem como principal objetivo conscientizar a população sobre as causas e impactos da doença, bem como os benefícios do diagnóstico precoce e as possibilidades de prevenção.

De acordo com as informações disponibilizadas no Relatório Anual de Gestão da Secretaria de Saúde de Ribeirão Preto, a quinta causa de internações na cidade foi por conta de neoplasias com 3.640 casos, o que representou 9,59% do total registrado em 2020. O documento aponta ainda que em 2019, os casos de câncer ocupavam a quarta posição, mas passou para quinta devido à pandemia.

Segundo o “Observatório da Oncologia”, construído por meio dos dados abertos do Ministério da Saúde, DataSUS, Registros de Câncer e Informações da ANS, nas cidades do interior do estado de São Paulo, as maiores incidências de câncer, até dezembro de 2020, foram os casos de pele não melanoma, com 30.900 diagnósticos (25%), mama, com 12.930 casos (11%) e de próstata, com 10.590 registros (9%). O levantamento não dispõe da divisão por municípios.


+ Cotidiano