Formula Chopp

Alesp terá eleição da presidência no dia 15; Pignatari e Mecca são postulantes

  • Bernardo Teixeira
  • Publicado em 13 de março de 2021 às 14:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Base do governo vota em Pignatari, enquanto deputados anti-Dória e bolsonaristas podem dar apoio ao Major Mecca

ELEIÇÃO NA ALESP: Major Mecca busca apoio dos bolsonaristas e anti-Dória, enquanto Carlão Pignatari tem apoio da base governamental no parlamento

Diante do favoritismo do deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) na disputa pela presidência da Alesp (Assembleia Legislativa de São Paulo), parlamentares da oposição buscam soluções para frear a possível vitória do candidato governista na eleição do dia 15 de março.

Para ganhar, é necessário obter maioria simples dos votos. Considerado favorito na disputa, Pignatari tem evitado falar sobre sua candidatura.

Mas, na Alesp, já é chamado de presidente por seus pares. Desde 2017, a presidência da Casa é comandada pelo aliado do governador João Doria (PSDB) Cauê Macris.

Segundo informação do portal R7, pela oposição, o deputado estadual Major Mecca (PSL-SP) tem articulado sua candidatura. Até o momento, conta com o apoio de 15 parlamentares, entre eles parte do PSL e integrantes do PTB.

Mecca afirmou à reportagem que conversa com outros deputados, desde o segundo semestre do ano passado, a respeito da necessidade de independência do Poder Legislativo em São Paulo e, por isso, se lançou candidato.

“A insatisfação da grande maioria é das necessidades em relação a essa falta de independência, a atuação do governador em projetos sem respeitar o debate, a discussão com sociedade e categorias envolvidas”, disse.

Ainda no campo da oposição, está Coronel Telhada (PP-SP). Na tentativa de frear que o comando da Casa seja governista, parlamentares tentam unificar a candidatura de Mecca e Telhada.

Os dois candidatos disputam votos de 94 parlamentares. Os deputados francanos, Delegada Graciela e Roberto Engler devem participar do processo eleitoral.

 


+ Política