Munícipes colaboram e agora já são 1.200 calçadas construídas em Guaíra

De acordo com dados da fiscalização municipal, 353 imóveis particulares seguem sem calçamento

Postado em: em Cidades

O Departamento de Fiscalização de Posturas da Prefeitura do Município de Guaíra contabiliza a marca de 1200 calçadas construídas desde o ano passado pelos donos de terrenos e residências na cidade. Estas áreas estavam sem calçada e muitas com mato alto no lugar do passeio. O poder público também fez sua parte. A prefeitura e o DEAGUA (Departamento de Água e Esgoto de Guaíra) construíram calçadas em áreas pertencentes à municipalidade.  

Desde abril de 2017 um número crescente de pessoas vêem atendendo ao chamado da prefeitura e construindo sua calçada, o que por sua vez gerou oportunidade de trabalho a pedreiros e serventes, gerando renda a estes profissionais.

Estas ações também movimentaram a economia do município. O setor de comércio de materiais de construção, com as vendas de  cimento, areia, pedra e concreto foi beneficiado com as construções.

De acordo com dados da fiscalização municipal, 353 imóveis particulares seguem sem calçamento, alguns com prazos ampliados a partir das solicitações antecipadas dos contribuintes e outros em fase de construção de edificações, portanto apenas cerca de 220 contribuintes se mostraram indiferentes aos apelos da prefeitura e podem ser multados. O bairro Residencial Barbara liberado este ano não esta nesta estatística.

As calçadas podem ser concretadas, mas pode-se evitar excesso de impermeabilização do solo. A melhor forma de facilitar a absorção da água da chuva é criar áreas de infiltração, com gramados ou conjugadas aos elementos drenantes de passeios, as chamadas "calçadas ecológicas", que servem de esponjas verdes, garantindo, assim, a absorção da água e contínuo reabastecimento dos mananciais.

"Construir a calçada é medida que cria uma melhor mobilidade para o cidadão e ajuda a melhorar o aspecto e limpeza dos bairros, além de atender aos anseios do Conselho de Defesa do Direito da Pessoa com Deficiência, Conselho de Defesa dos Direitos dos Idosos, Associações de Bairros e seus moradores", disse o prefeito municipal José Eduardo Coscrato Lelis.


Artigos Relacionados