Pix: empregadores poderão recolher FGTS com novo sistema de pagamento

  • Rosana Ribeiro
  • Publicado em 15 de novembro de 2020 às 22:01
  • Modificado em 11 de janeiro de 2021 às 08:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Previsão é que essa facilidade esteja em operação em janeiro de 2021, com o lançamento do FGTS Digital

O novo sistema de pagamentos do Banco Central (BC), o Pix, acaba de ganhar mais uma funcionalidade. 

A autoridade monetária liberou o uso para recolhimento das contribuições do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS).

A previsão é que essa facilidade esteja em operação a partir de janeiro de 2021, com o lançamento do FGTS Digital. 

Sua integração ao Pix trará diversos benefícios ao FGTS, que ganha em agilidade no recebimento dos recursos, maior facilidade de conciliação e maior número de instituições aptas a receber esses recolhimentos.

Com a adesão de mais instituições aptas a recolher os recursos, espera-se uma diminuição das taxas que o FGTS paga pelo serviço de recolhimento. 

Ou seja, é possível que o recolhimento do FGTS com Pix diminua os custos para o FGTS, o que se reverterá em mais recursos nas contas dos cotistas. 

Na outra ponta, a inclusão no Pix também beneficia os empregadores, tornando mais fácil o cumprimento de suas obrigações pelas facilidades ofertadas pelo Pix.

Além disso, existe a possibilidade de as próprias instituições financeiras e de pagamento poderem, na qualidade de usuários finais, realizar e receber pagamentos por meio do Pix. 

O objetivo é que a inclusão dessas contas próprias possibilite também casos de negócio relacionados à liberação de operações de crédito na conta do usuário recebedor em outra instituição.

Ou seja, quando um usuário contrata uma operação de crédito com uma instituição, mas mantém sua conta transacional em instituição diversa, ele não precisará abrir uma conta no na instituição na qual tomará crédito porque o recurso poderá ser transferido para sua conta que ele costuma usar. 

Desse modo, facilita-se o processo de concessão crédito e aumenta a competição pelo cliente. 

*informações CNN Business