Formula Chopp

O novo auxílio emergencial do governo federal pode ter 4 parcelas de R$ 250. Veja

  • Robson Leite
  • Publicado em 12 de fevereiro de 2021 às 15:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Se confirmada a nova ajuda, os pagamentos do benefício liberados em quatro parcelas totalizariam o valor de R$ 1.000, de março a junho de 2021.

O Governo Federal cogita quatro parcelas de R$ 250 para o auxílio emergencial, de acordo com relatos de integrantes do governo e das cúpulas das duas casas do Congresso nesta ultima quinta-feira (11).

Segundo matéria publicada no site notíciasconcursos.com.br, os responsáveis pela economia no país defendem um valor decrescente, com início de R$ 250 e fim de R$ 200.

Durante declaração, Bolsonaro ainda não especificou quais beneficiários serão contemplados com as novas parcelas do benefício.

Inicialmente, a intenção é de que todos os 64 milhões de beneficiários da rodada anterior possam ser amparados.

No entanto, existe um debate para redução deste número, com apenas metade dos cidadãos de acordo com a totalidade do ciclo de 2020.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse em uma live do banco BTG, que o valor das parcelas seria “até R$ 250”.

“Teremos duas curvas, uma de vacinação em massa subindo, para imunizar a população, e garantir um retorno seguro ao trabalho, enquanto as camadas protetivas, que eram 600 (reais), caíram para 300 (reais), agora podem descer, digamos, para 250 (reais), uma coisa assim, e depois aterrissa de novo no programa Bolsa Família”.

Assim, os pagamentos do benefício liberados em quatro parcelas totalizaria o valor de R$ 1.000, de março a junho de 2021.

Entretanto, o Presidente da República, Jair Bolsonaro, declarou em uma viagem ao Maranhão, também nessa quinta (11), que ainda não há valor definido para essa nova rodada do benefício, que provavelmente será dividida em três ou quatro parcelas.


+ Economia