Formula Chopp

Mudança no Regimento Interno ajudará vereadores a ter segurança jurídica em votações

  • Marcia Souza
  • Publicado em 2 de maio de 2021 às 20:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O objetivo dos vereadores é evitar “pegadinhas” eventuais em projetos e corrigir equívocos legislativos

O objetivo dos vereadores é evitar “pegadinhas” eventuais em projetos e corrigir equívocos legislativos

Uma iniciativa coletiva visa a modificar o Regimento Interno da Casa de Leis Francana com o objetivo de promover segurança jurídica nas decisões no Plenário.

O objetivo dos vereadores é evitar “pegadinhas” eventuais em projetos, corrigir equívocos legislativos e promover maior agilidade no trâmite de votação de proposições.

Entre as principais alterações, está a de votar emendas antes da apreciação do projeto em si. Até porque a votação de uma emenda após a aprovação de um projeto pode modificar o objeto do mesmo e descaracterizá-lo.

A autoria é Donizete da Farmácia, Daniel Bassi, Gilson Pelizaro, Lurdinha Granzotte e Marcelo Tidy. Donizete esmiuçou o projeto:

“Consultando os Regimentos Internos do Senado, da Câmara dos Deputados e da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, observamos que as emendas são votadas antes das proposituras. É uma correção simples para acompanhar as esferas estadual e federal e dar mais eficiência aos nossos trabalhos”, detalhou Donizete da Farmácia.


+ Política