Formula Chopp

Internet pode ajudar produtores a reduzir custos e aumentar produção na zona rural

  • F. A. Barbosa
  • Publicado em 30 de maio de 2021 às 15:00
  • Modificado em 30 de maio de 2021 às 19:26
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Ministério acredita que a cobertura de internet na área rural pode chegar a 90% até 2026

 

Ministério acredita que a cobertura de internet na área rural pode chegar a 90% até 2026

O termo 4.0 não é novo. Porém, o uso de sensores, tecnologia máquina a máquina (M2M) e análise por inteligência artificial em nuvem esbarra na falta de conectividade no campo.

Dessa forma, o tempo para chegada de internet de qualidade ao interior do Brasil vai determinar quão agressiva será a curva de crescimento da tecnologia no campo e, consequentemente, o salto de produtividade.

De acordo com o Ministério da Agricultura, atualmente, apenas 23% do espaço agrícola brasileiro possui algum nível de cobertura de internet.

Em um cenário mais otimista, com a promessa de instalação de 15 mil novas torres de transmissão, o ministério acredita que a cobertura de internet pode chegar a 90% até 2026.

Se isso acontecer, a tecnologia pode fazer o Valor Bruto da Produção (VBP) da Agropecuária crescer 9,6% – isso significa um aumento de R$ 101,47 bilhões sobre o atual R$ 1,057 trilhão.

“Nosso produtor rural demanda tecnologia e está apto para continuar recebendo mais inovação. A conectividade promove o avanço tecnológico no campo”, declarou a ministra Tereza Cristina nesta semana, em cerimônia virtual de anúncio das ações do governo com foco em conectividade.

Neste momento, a palavra da moda é 5G. Em meio à batalha internacional entre China e Estados Unidos, quase numa guerra fria, a tecnologia aguarda o leilão da nova geração de internet, previsto para o segundo semestre deste ano.

“Com a chegada do 5G, vamos poder realmente mostrar o poder do agro. Temos a necessidade de implementação dessa tecnologia para universalizar a cobertura móvel na área rural “, afirmou o ministro das Comunicações, Fábio Faria.

O secretário-adjunto de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Ministério da Agricultura, Cleber Soares, Cleber Soares, diz que essa situação já está sendo tratada.

Antes mesmo do sinal 5G, as empresas que participarão do leilão, devem garantir, como contrapartida, a conectividade em 4G para localidades com até 600 habitantes e nas principais rodovias do país, por onde escoa a produção agropecuária.

A conectividade via fibra óptica também pode atender regiões rurais desde que próximas ao perímetro urbano, já que depende de cabeamento para a conexão de internet.

O modelo é considerado de alta performance sendo imune a interferências e falhas de sinal.


+ Agronegócios