Formula Chopp

Foguete chinês deve cair na Terra neste final de semana, mas não será em Brasília

  • Robson Leite
  • Publicado em 7 de maio de 2021 às 15:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Os destroços do foguete fazem parte do primeiro estágio, que tem por volta de 30 metros de comprimento e quase 200 toneladas.

Foto do lançamento do foguete chinês: os pontos finais do projeto não deram certo e ele está descontrolado

O foguete chinês “Long March 5B”, que levou o primeiro módulo da estação espacial do país asiático, está sem nenhum controle e deve cair na Terra neste final de semana.

Os destroços do foguete fazem parte do primeiro estágio, que tem por volta de 30 metros de comprimento e quase 200 toneladas.

Nas redes sociais os internautas transformaram a tragédia em brincadeira. É comum ver reações pedindo para a nave cair sobre Brasília.

Uns pedem para cair sobre o Congresso, outros pede para ser sobre o Supremo e outros escrevem que podia cair no Palácio do Planalto.

Evidentemente, trata-se de uma brincadeira sobre a queda do foguete com o desalento do brasileiro com a política nacional.

As notícias falam de que, apesar de saber que o foguete está caindo descontroladamente, ainda não há informações sobre o local exato da queda.

O site especializado Aerospace apontou que os detritos poderão voltar para a Terra no sábado (8), na região oeste dos Estados Unidos.

Já os dados levantados pelo Comando de Defesa Aeroespacial da América do Norte (Norad) e fornecidos pelo site “Space-Track.org”, indicam que o foguete poderá cair no domingo (9).

O astrofísico italiano Gianluca Masi, um dos líderes do projeto Telescópio Virtual, conseguiu tirar a primeira foto do “Long March 5B”.

A imagem foi obtida graças a um dos telescópios robóticos instalados em Ceccano, na província de Frosinone.

“O instrumento apontou o foguete e o perseguiu entre as estrelas, enquanto se movia com muita rapidez. É um entulho gigante, mas é improvável que cause graves danos”, declarou Masi.

O porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Wang Wenbin, informou nesta sexta-feira (7) que as chances dos destroços do foguete causarem algum grave dano na Terra são “extremamente baixas”.


+ Ciência