Estado São Paulo terá 41% a mais de PMs nas ruas durante o Carnaval

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 28 de fevereiro de 2019 às 23:34
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 19:24
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

A Polícia Civil também realizará operações em locais de concentração de foliões e blocos por todo o Estado

O Governador João
Doria anunciou a Operação Carnaval + Seguro, que acontece entre sexta, 1º de
março, e quarta-feira, 06, com ações para reforçar a segurança durante o
feriado prolongado de Carnaval.

Apenas no primeiro dia do evento haverá um aumento
de 41,2% no efetivo empregado para o evento em todo o Estado, com 21.139
policiais militares, enquanto foram utilizados 14.972 PMs em 2018.

Na Polícia Civil,
serão empregados 10.780 agentes e 1.400 viaturas para todo o período. “Agora
nós criamos uma organização e planejamento para melhorar a segurança e o
controle nas estradas e a segurança e o controle nas áreas urbanas das cidades
de São Paulo”, disse Doria.

Participarão da ação
policiais do Comando de Policiamento Rodoviário, Policiamento Ambiental,
Choque, Policiamento de Trânsito, Comando de Aviação da PM, Corpo de Bombeiros,
além dos grupamentos locais.

A Polícia Civil realizará operações que serão
desencadeadas em locais de concentração de foliões e blocos por todo o Estado.
As equipes de plantão nas unidades policiais serão reforçadas para garantir
agilidade no atendimento.

Capital

A PM desenvolveu planejamento conjunto de ações com
órgãos envolvidos na realização do Carnaval de Rua de São Paulo. O efetivo
contará com um reforço de 5.685 PMs em 2.456 viaturas, em média.

Também serão
instalados sete postos de comando nos grandes corredores dos megablocos.

Os policiais estarão distribuídos em diversos pontos
estratégicos na região do Sambódromo do Anhembi e realizarão ações para
intensificar a segurança nas estações de Metrô, terminais da CPTM e de ônibus
urbanos.

Na Vila Madalena, haverá reforço de policiamento e
duas Bases Comunitárias posicionadas estrategicamente, além da atuação das
Rondas Ostensivas Com Apoio de Motocicleta (Rocam), Força Tática, do
Policiamento de Trânsito e do Canil.

A PM atuará em conjunto com órgãos da Prefeitura,
como a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), Prefeitura Regional, Guarda
Civil Metropolitana (GCM), além de organizadores de eventos carnavalesco.

Policiamento
no litoral

Será empregada uma média diária de 2.205 PMs e 600
viaturas para reforçar a segurança no litoral do Estado. Para as cidades da
Baixada Santista, serão empregados 4.200 PMs do Comando da região e mais 500
policiais da Operação Verão. Já para o Litoral Norte será empregada uma média
de 1.301 policiais e 322 viaturas.