Dupla As Galvão chega ao fim após 74 anos por doença de Marilene

  • Dayse Cruz
  • Publicado em 23 de junho de 2021 às 16:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Mary Galvão, de 81 anos, declarou que o motivo é o avanço do Alzheimer da irmã mais nova, a Marilene, de 79 anos.

Dupla Irmãs Galvão chega ao fim após 74 anos

 

Famosa pela música “Beijinho Doce”, a dupla sertaneja As Galvão anunciou o fim da carreira após 74 anos.

Mary Galvão, de 81 anos, declarou que o motivo é o avanço do Alzheimer da irmã mais nova, a Marilene, de 79 anos.

Mary falou sobre a tristeza de ver a situação da irmã, que não se recorda mais das letras das músicas da dupla.

“É um lado muito triste. A pessoa que está doente não sabe nada e a gente é que sofre pela pessoa. É o primeiro programa em que estou dizendo que acabou. Infelizmente, não lembra mais as letras, não lembra mais nada”, contou Mary, em entrevista ao canal de YouTube de André Piunt.

Entre as músicas que a dupla cantava está “Beijinho Doce”, que voltou à tona em 2008 com a “A Favorita” da Globo, trilha sonora de Faísca (Cláudia Raia) e Espoleta (Patricia Pillar). Triste com o fim da dupla, ela falou sobre a irmã:

“Você imagina, uma irmã com quem a gente cantou 74 anos, desde criança e de repente, a gente tem que dar um tempo. E esse tempo não tem mais jeito”.

“Não é fácil, mas a gente tem que procurar tirar de letra. Eu sinto muita saudade dela, da pessoa dela, porque agora é outra pessoa”.

“Passou um tempo dentro da minha casa me procurando… ‘Cadê a Mary?’, me chamando de mãe… muito triste. Amo muito a minha irmã, vou sempre visitá-la. É um amor muito grande por tudo que nós passamos juntas, sempre uma dando apoio para outra. Esse amor não vai acabar, não.”

O neurocirurgião Fernando Gomes, que conheceu as irmãs no início de 2018, explicou como a doença pode progredir rapidamente e impactar a vida de idosos.

“Certamente já estava se manifestando no cérebro [naquela época], mas, de repente, esse quadro clínico fica mais evidente com algumas alterações que são nítidas de que tem o Alzheimer”, disse o médico.

Falando sobre a manifestação clínica do Alzheimer, Gomes informou as principais características listadas pelo Ministério da Saúde.

– Perda de memória de curto e longo prazo;
– Repetição de temas;
– Dificuldade de concentração;
– Incapacidade de realizar cálculos simples, além de outras habilidades que naturalmente a pessoa desempenhava.

*Informações CNN e GShow