Formula Chopp

Drogafarma é pioneira em Franca a vender cannabis; parceria com laboratório

  • Cesar Colleti
  • Publicado em 17 de junho de 2020 às 16:26
  • Modificado em 8 de outubro de 2020 às 20:51
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O canabidiol não é psicoativo, como o Tetra-hidrocanabinol (THC), também presente na mesma planta

A Drogafarma é a primeira rede de drogarias de Franca a receber o medicamento à base de canabidiol.

Após autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em abril deste ano, o produto pode ser comprado diretamente em algumas unidades farmacêuticas que tenham autorização especial, ou então por encomenda. 

É o caso da Drogafarma, que tem uma parceria especial com o laboratório Prati-Donnaduzzi, que, até o momento, é o primeiro e único autorizado a produzir o medicamento no Brasil.

Adquirido apenas com receita médica de controle especial, o produto é um fito fármaco com concentração de THC (tetraidrocanabinol) de até 0,2%.

Ébio Pedrosa, diretor comercial da Drogafarma, diz que a inclusão do canabidiol entre os medicamentos disponíveis é um ganho para os pacientes que necessitam de tratamento com a prescrição deste fármaco.

O fundador da Rede Drogafarma, hoje com 42 unidades em Franca e cidades da região, disse que a filosofia sempre foi trabalhar para garantir medicamentos para todos os tipos de tratamentos.

Já Fabrício Pedrosa, diretor comercial, explicou a estratégia de trabalho após a Anvisa ter regulamentado a comercialização do canabidiol. “Buscamos informações para levar essa opção à nossa clientela“.

Além de ser a primeira a comercializar o produto em Franca, a Drogafarma terá estoque suficiente para atender as necessidades da cidade e região.

Único laboratório autorizado no Brasil, o Prati-Donnaduzzi

Fabrício disse entender a importância e a especificidade deste medicamento. Nossa expectativa é ajudar na qualidade de vida dos usuários, considerando as pesquisas que indicam uma evolução positiva após o uso”, comenta.

Canabidiol

Desde 10 de março deste ano está em vigor a resolução que cria uma nova categoria de produtos derivados de Cannabis. A partir desta data, as empresas podiam solicitar o pedido de autorização à Anvisa.

A regulamentação de produtos à base de maconha no Brasil foi aprovada pela (Anvisa) em dezembro do ano passado. 

Com a decisão, produtos feitos com cannabis para uso medicinal podem ser vendidos em farmácias, mediante prescrição médica, e sujeitos à fiscalização da agência.

O que é o medicamento à base de canabidiol

O canabidiol, ou CBD, é uma substância química presente na planta Cannabis sativa. A solução oral de canabidiol (CBD) é um produto classificado como fitofármaco, isto é, produzido a partir de matéria-prima natural e sem alteração.

Ele não é psicoativo, como o Tetra-hidrocanabinol (THC), também presente na planta. O cérebro humano possui uma série de receptores capazes de interagir com esse componente, conhecida como sistema endocanabinoide.

Esses receptores e enzimas trabalham como sinalizadores entre as células e os processos do corpo, atuando na regulação do sono, dor, humor, processos físicos e cognitivos.

Tratamentos

O medicamento é indicado para casos muito específicos, e hoje é usado principalmente para tratar a epilepsia refratária infantil.

Alguns estudos também apontam que o CBD tem se mostrado efetivo para o tratamento de algumas síndromes epilépticas graves, como a de Dravet e a de Lennox-Gastaut, que geralmente não respondem aos remédios convencionais.

Existe a indicação também para dores neuropáticas, náuseas decorrentes de quimioterapia, sintomas do autismo, agitação noturna em pacientes com demência e espasmos decorrentes da esclerose múltipla

Como iniciar o tratamento com o canabidiol

Pode ser prescrito por médicos que acompanham o tratamento do paciente, mas vale observar que, na resolução publicada pela Anvisa, o órgão informa que “o canabidiol poderá ser prescrito quando estiverem esgotadas outras opções terapêuticas disponíveis no mercado brasileiro”.

A solução oral de canabidiol só pode ser comprada com receita médica de controle especial do tipo B, cuja numeração é fornecida pela vigilância sanitária local. Cada receita permite uma dose equivalente a 60 dias de tratamento e tem validade de 30 dias. 


+ Saúde