Alexandre fala aos francanos e diz que vai cumprir fase vermelha. Situação é grave

  • Teo Barbosa
  • Publicado em 22 de janeiro de 2021 às 16:01
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Com o volume grande de contaminação e para evitar o colapso, prefeito de Franca pede ao cidadão maior responsabilidade

Prefeito Alexandre

Peço 15 dias de tolerância para conter a propagação do vírus e sair dessa lástima”, relata prefeito

“Que Deus nos ajude e todos possamos segurar a propagação da contaminação, endurecendo contra o vírus da Covid ‘9”. Esse foi o discurso do prefeito Alexandre Ferreira ao falar em coletiva com a imprensa na tarde de hoje (22) em seu gabinete na Prefeitura de Franca.

“Não temos mais como aumentar o número de leitos e temos que brecar a taxa de transmissão”, ressaltou. Por isso, segundo ele, é importante fechar tudo nesses 15 dias e evitar aglomeração e manter o isolamento.

Alexandre esclareceu a situação com números e pediu a população que compreenda e colabore.

MEDIDAS
Alexandre anunciou durante a coletiva que em dezembro a taxa de ocupação dos leitos era de 33% e hoje está em 85%, um absurdo porque são muitas pessoas contaminadas.

Franca é a maior região do Estado e país cuja taxa de contaminação é elevadíssima, sendo a maior. Isso não deixa de ser preocupante.

Entre as ações citadas estão:

  1. – criação de 7 leitos de UTIs na Santa Casa;
  2. – estrutura montada no Pronto Socorro “Alvaro Azzuz”;
  3. – os mais de 1,5 mil testes de Covid dia;
  4. – a instalação de um tanque para 5,4 mil metros cúbicos de oxigênio;
  5. – protocolos criados na saúde, segurança e Prefeitura;
  6. – multas aos estabelecimentos que estão descumprindo os protocolos;
  7. – criação do Covizap (99917-2802 para receber as denuncias);
  8. – criação de Grupo Técnico para acompanhamento da situação em Franca;
  9. – definir com a Justiça ações de crime contra a saúde pública a quem desrespeitar os protocolos.

Ele finalizou, dizendo: “agora é guerra e temos que entender que o momento é de segurança e necessidade. Precisamos ter responsabilidade para enfrentar esse momento”.