Formula Chopp

Sem Franca, semifinal do NBB traz embate de Flamengo e Paulistano na segunda-feira

  • Marcia Souza
  • Publicado em 9 de maio de 2021 às 12:00
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

Decisões e reencontros marcam série semifinal entre Flamengo e Paulistano, dos dois mais ferrenhos rivais de Franca

Deryk (à esq.) e Jhonatan (à dir.) foram campeões do NBB por ambos os clubes (Wilian Oliveira/CAP)

Flamengo e Paulistano/Corpore se conhecem há um longo tempo. São dois dos clubes que fundaram a Liga Nacional de Basquete e estão no NBB desde a primeira edição em 2009. Em Playoffs, a história também existe: teve quartas de final em 2013 e até Final em 2014.

Agora, os dois estarão frente a frente pela semifinal do NBB. A disputa que vale nada menos que uma vaga na grande Final do maior campeonato do basquete brasileiro. A série melhor de cinco, que terá início nesta segunda-feira (10/05), será transmitida inteira por ESPN e DAZN.

Entre todos os fatos marcantes, essa história tem também alguns reencontros marcantes. E trazendo para o panorama atual, são dois times com alguns números estatísticos semelhantes, principalmente.

Tudo sobre Flamengo x Paulistano você encontra aqui. Vamos nessa?

Times Top 4

Vamos começar pelo motivo que levou os dois times ao Top 4. Tanto Flamengo quanto Paulistano se classificaram direto às quartas de final do NBB por terem terminado a fase de classificação no G-4.

O clube rubro-negro foi o líder da competição, com incríveis 28 vitórias e duas derrotas (93,3% de aproveitamento) – recorde da história das fases de classificação do NBB.

Além disso, a equipe do técnico Gustavo De Conti está invicta em 2021, com 19 vitórias seguidas na liga nacional, mais três na Copa Super 8 e outras seis na Basketball Champions League Américas.

Já o Paulistano, que sob comando de Régis Marrelli faz uma temporada sólida e consistente, fechou a fase de classificação na quarta colocação, com 22 vitórias e oito derrotas (73,3% de aproveitamento).

Para chegar às semifinais, o Fla varreu o Mogi (8º) nas quartas por 2 a 0. Por outro lado, o CAP fez uma série dura contra o Zopone/Gocil Bauru (5º), mas venceu o Jogo 3 e fechou o confronto por 2 a 1.

Histórico do confronto

Os nomes de Flamengo e Paulistano figuram no NBB desde a primeira edição. De lá para cá, foram realizados 30 jogos entre eles, com 24 vitórias do clube carioca e apenas seis dos alvirrubros.

Teve uma série de quartas de final na temporada 2012/2013, em que o Fla, do técnico José Neto (que é formado pelo CAP), varreu o clube paulista por 3 a 0 na série melhor de cinco. Mas o principal veio no ano seguinte.

Flamengo e Paulistano fizeram a decisão em jogo único pelo título do NBB 2013/2014, na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro. Melhor para os rubro-negros, que conquistaram o terceiro dos seis títulos do NBB presentes em sua galeria.

Curiosidade: entre 2010 e 2018 o CAP foi comandado por Gustavo De Conti (atual técnico do Flamengo), que depois dessa ainda levaria o clube a mais duas Finais de NBB, com direito a um título inédito na temporada 2017/2018 em cima do Mogi.

Na atual temporada do NBB, o Flamengo venceu os dois confrontos na fase de classificação – vitórias por 104 a 76 no primeiro turno e 84 a 70 no segundo. O favoritismo do Flamengo é total. Mas se tratando de playoffs, nada disso entra em quadra.


+ Esportes