Formula Chopp

Você sabe o que acontece com seu cérebro quando toma muito café? Descubra aqui!

  • Dayse Cruz
  • Publicado em 26 de março de 2021 às 10:30
compartilhar no whatsapp compartilhar no telegram compartilhar no facebook compartilhar no linkedin

O café contém cafeína, uma substância que pode melhorar o humor, o metabolismo e o desempenho físico e mental

O hábito de tomar café faz bem à saúde, o problema está no excesso

 

Quem não ama começar o dia com uma deliciosa xícara de café?

Embora algumas pessoas não suportem a bebida, existem também os fãs dedicados de café que não perdem a chance de começar o dia com uma xícara bem quentinha.

O café contém cafeína, uma substância que pode melhorar o humor, o metabolismo e o desempenho físico e mental.

No entanto, em altas doses, pode ter efeitos colaterais desagradáveis e até perigosos. Veja quais são:

Gera ansiedade

A cafeína é conhecida por aumentar o estado de alerta. Ele age bloqueando os efeitos da adenosina, uma substância química do cérebro que faz você se sentir cansado.

Ao mesmo tempo, desencadeia a liberação de adrenalina, o hormônio “lutar ou fugir” associado ao aumento da energia.

No entanto, de acordo com o portal Healthline, em doses maiores, esses efeitos podem se tornar mais pronunciados, levando à ansiedade e nervosismo.

Na verdade, o transtorno de ansiedade induzido pelo café é uma das quatro síndromes relacionadas à cafeína listadas no Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais.

Doses extremamente altas de café de 1.000 mg ou mais por dia são necessárias para causar nervosismo e sintomas semelhantes na maioria das pessoas, enquanto mesmo uma ingestão moderada pode causar efeitos semelhantes em indivíduos sensíveis à cafeína.

Insônia

A capacidade da cafeína de ajudar as pessoas a ficarem acordadas é uma de suas qualidades mais preciosas.

Por outro lado, muito café pode dificultar uma boa noite de sono. Estudos descobriram que a ingestão elevada de cafeína parece aumentar o tempo que uma pessoa leva para adormecer.

Também pode diminuir a qualidade, pois o cérebro permanece ativo e alerta, ignorando assim seus parâmetros regulares de sono.

É importante observar que a quantidade de cafeína que você pode consumir sem afetar seu sono dependerá de sua genética e de outros fatores.

Além disso, o conteúdo consumido no final do dia pode interferir em seus parâmetros regulares porque seus efeitos podem levar várias horas para desaparecer.

Desenvolver vício

Apesar de todos os benefícios para a saúde de beber café, não há como negar que ele pode se tornar viciante.

Uma revisão detalhada sugere que, embora a cafeína desencadeie certas substâncias químicas cerebrais de maneira semelhante à cocaína e às anfetaminas, ela não causa o vício clássico como essas drogas.

No entanto, pode levar à dependência psicológica ou física, especialmente em altas doses.

Embora o composto não pareça ser verdadeiramente viciante, se você bebe regularmente uma grande quantidade de café ou outras bebidas cafeinadas, há uma boa chance de que ele possa torná-lo dependente de seus efeitos.

Cria alucinações

Alucinações e delírios são sintomas comuns de beber muito café e fazem com que uma pessoa com a doença experimente de tudo, desde uma forte crença em conspirações a falsidades no que diz respeito ao sensor cerebral. E muitas vezes, eles ouvem coisas que não existem.


+ Nutrição